Contato

SOF

A drenagem linfática manual tem resultados positivos no edema crônico associado a comprometimento linfático após erisipela de repetição?

| 09 mar 2017 | ID: sof-36083

De acordo com a Sociedade Internacional de Linfologia nenhum método de tratamento para linfedema apresentou meta-análise satisfatória1. Além de serem escassas as evidências em relação à drenagem linfática manual (DLM)2 elas se concentram no linfedema secundário a neoplasia, em particular a de mama. Há ensaios clínicos que mostram possível efeito positivo, principalmente quando a DLM é associada a medidas compressivas 3-7. Contudo, mesmo nessas situações ainda há muito a ser estudado, pois os estudos são geralmente pequenos e com potenciais vieses7.

 

A DLM é uma massagem terapêutica que tem por objetivo aumentar o transporte linfático e remover manualmente o excesso de fluido intersticial com consequente diminuição de edemas e linfedemas, prevenção e melhoria de algumas de suas consequências. Além disso, a DLM aumenta a regeneração celular, estimula o sistema imunológico e favorece a abertura dos capilares linfáticos – aumentando a eliminação de resíduos provenientes do metabolismo celular. É importante lembrar as indicações e contraindicações da DLM. São indicações: circulação de retorno comprometida, tecido edemaciado, varizes; cicatrização; cansaço nas pernas; celulites; pré e pós cirurgias plásticas; linfedemas e relaxamento. Já as contraindicações incluem: câncer, tromboflebite, febre, hipertireoidismo, trombose, septicemia, gravidez de risco, hipertensão não controlada e reação inflamatória aguda12.

Bibliografia Selecionada

1-       International Society of Lymphology. The diagnosis and treatment of peripheral lymphedema: 2013 Consensus Document of the International Society of Lymphology. Lymphology. 2013;46:1–11.Available in: https://journals.uair.arizona.edu/index.php/lymph/article/view/16991/16787

2-        Mohler ER, Mehrara B. Clinical staging and conservative management of peripheral lymphedema [internet]. In: UpToDate. (Accessed on august, 15, 2016). Available in: http://www.uptodate.com/contents/clinical-staging-and-conservative-management-of-peripheral-lymphedema

3-       Sitzia J, Sobrido L, Harlow W. Manual lymphatic drainage compared with simple lymphatic drainage in the treatment of post-mastectomy lymphoedema: A pilot randomised trial [internet]. Physiotherapy. 2002; 88:99-107. Available in: http://www.physiotherapyjournal.com/article/S0031-9406(05)60933-9/abstract(Accessed on august, 15, 2016). doi 10.1016/S0031-9406 (05) 60933-9.

4-       Ezzo J et al. Manual lymphatic drainage for lymphedema following breast cancer treatment. Cochrane Database Syst Rev. [internet]. 2015 May [Accessed on july 14, 2016];5: Available in: http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1002/14651858.CD003475.pub2/full

5-       Mejia, DPM. Abordagem fisioterapêutica com uso de drenagem linfática manual (DLM) associada ao uso do ultrassom (US) no tratamento da fibro edema gelóide (celulite) [Internet]. [Accessed on  July 14, 2016]. Available in http://portalbiocursos.com.br/ohs/data/docs/14/16_-_Abord._fisiot._c_uso_de_dren._linfYtica_manual_DLM_assoc._ao_uso_do_ultrassom_US_no_tratamento_da_fibro_edema_gelYide_celulite.pdf