Contato

SOF

Como deve ser feita a higienização das máscaras de nebulização?

| 29 mar 2018 | ID: sof-37586
Esta SOF foi útil pra você?
Reload

Enter the code

Os artigos de nebulização são artigos semicríticos, por isso necessitam minimamente sofrer um processo de desinfecção de nível intermediário(1).

O hipoclorito de sódio é o produto químico mais utilizado para fazer esse reprocessamento, por ser de baixo custo e de fácil acesso, para tanto as etapas deste reprocessamento incluem:
- Limpeza das máscaras e seus componentes com água e sabão neutro utilizando uma seringa para injetar a solução de limpeza no tubo de conexão (extensão);
- Enxágue com água potável (caso seja possível realizar a análise microbiológica da água utilizada para verificar se está adequada para esta atividade);
- Imersão dos artigos em solução de hipoclorito de sódio à 0,02% ou 0,5% por 60 minutos(2); Todas as superfícies do material devem estar submersas na solução.
- Dispensa enxágue quando são utilizadas estas concentrações de hipoclorito;
- Secar com compressa ou pano limpo destinado exclusivamente para esta finalidade(3).
- Indica-se a utilização imediata dos artigos, logo após a desinfecção(2). Porém, a depender da dinâmica dos serviços, há o armazenamento destes materiais após desinfecção em caixas plásticas limpas e fechadas (fluxo intenso de atendimentos)(4) ou armazenar os kits de nebulização em sacos plásticos transparentes com prazo de utilização e em recipiente limpo e fechado, especialmente quando a frequência de utilização do material seja baixa.

Preparo da solução de hipoclorito de sódio à 0,5%:
- Utilizar um recipiente opaco e com tampa, pois o hipoclorito de sódio é um produto fotossensível e volátil(3);
- Se o hipoclorito de sódio possuir a concentração de 2% adicionar para cada litro do produto 3 litros de água(5);
- Após preparada, a solução tem validade de 24h (identificar o recipiente com a data e hora do preparo da solução, a data e a hora da validade e a assinatura do profissional executante)(3);

SOF Relacionada:
Qual o produto utilizado para a desinfecção das máscaras de nebulização?

Bibliografia Selecionada

1. Brasil. Agência Nacional de Vigilância Sanitária Anvisa. Infecções do trato respiratório orientações para prevenção de infecções relacionadas à assistência à saúde. Brasília; 2009. Disponível em: http://www.anvisa.gov.br/servicosaude/controle/manual_%20trato_respirat%F3rio.pdf Acesso em 10 de março de 2017.
2. Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Assistência à Saúde. Coordenação Geral das Unidades Hospitalares Próprias do Rio de Janeiro. Orientações gerais para Central de Esterilização. Brasília; 2001:56p. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/orientacoes_gerais_central_esterilizacao_p2.pdf Acesso em 10 de março de 2017.
3. Anders PS, Tipple AFV, Pimenta FC. Kits para aerossol em um serviço de saúde: uma análise microbiológica após reprocessamento. Rev. esc. enferm. USP [Internet]. 2008 Jun; 42( 2 ): 276-281. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0080-62342008000200010 Acesso em 10 de março de 2017.
4. Prefeitura Municipal de Campinas. Secretaria Municipal de Saúde. Manual de normas e rotinas para o processamento de materiais de enfermagem/médico/odontológico. Campinas; 2014. Disponível em: http://www.saude.campinas.sp.gov.br/saude/enfermagem/Manual_Esterelizacao_SMS_Campinas_versao_final_rev2015.pdf Acesso em 10 de março de 2017.
5. Núcleo de Telessaúde Rio Grande do Sul. Qual o produto utilizado para a desinfecção das máscaras de nebulização? Segunda Opinião Formativa, 06 jul 2010. ID: sof-4610 Disponível em: http://aps.bvs.br/aps/qual-o-produto-utilizado-para-a-desinfeccao-das-mascaras-de-nebulizacao/ Acesso em 10 de março de 2017.