Contato

SOF

Há algum significado clínico a presença de Anti-HCV positivo (ELISA) quando PCR para Hepatite C está negativo?

| 21 jul 2010 | ID: sof-4728
Esta SOF foi útil pra você?
Reload

Enter the code

De acordo com revisão do Clinical Knowledge Summaries (1), na presença de um paciente com exame Anti-HCV (ELISA) positivo e PCR para Hepatite C negativo, sugere-se repetir o PCR em um intervalo de 6 meses, para confirmar a ausência de infecção pelo vírus da Hepatite C.
Em paciente com Anti-HCV positivo, após dois exames PCR negativos realizados com intervalo mínimo de 6 meses, a realização de RIBA (Recombinant immunoblot assay) seria capaz de responder se o paciente já teve contato com o vírus ou não (2):

  1. RIBA negativo: indica reação cruzada (Anti-HCV falso-positivo) e ausência de contato do paciente com o vírus da Hepatite C;
  2. RIBA positivo: indica que o paciente teve contato com o virus da hepatite C, apresenta anticorpos, mas está curado. Fato que ocorre em cerca de 20-25% das pessoas que são infectadas pelo vírus (1).

No entanto, não costuma haver importância clínica para o paciente esta informação e, por isto, não é rotina a realização de RIBA.
Concluindo, em pacientes não infectados pelo vírus da Hepatite C (PCR negativo), independentemente do resultado de RIBA, o Anti-HCV pode permanecer positivo por longos períodos, sem ter qualquer importância clínica (1,2).

Bibliografia Selecionada

  1. Hepatitis C [Internet]. NHS Clinical Knowledge Summaries [cited 2010 Mar 25]. Disponível em: http://www.cks.nhs.uk/hepatitis_c/management/scenario_negative_test_or_inactive_hepatitis_c#408374001 Acesso em: 21 jul 2010.
  2. Terrault NA, Chopra S. Screening for and diagnostic approach to hepatitis C vírus infection [Internet]. Waltham, MA: Uptodate 17.3; 2009 [cited 2010 Mar 26]. Disponível em: http://www.uptodate.com/patients/content/topic.do?topicKey=~yRFfaHG7G7Uo3d Acesso em: 21 jul 2010.