Contato

SOF

Há relação entre a utilização do soro fisiológico aquecido para retirada de cerúmen da orelha, e a menor ocorrência de tontura ou sintomas labirínticos?

| 12 jul 2017 | ID: sof-36643
Esta SOF foi útil pra você?
Reload

Enter the code

A solução de irrigação aquecida, utilizada para retirada de cerúmen da orelha, está associada com menos desconforto e vertigem do que a solução à temperatura ambiente. Um estudo duplo-cego, randomizado testou o nível de conforto e os efeitos secundários da irrigação orelha com soro fisiológico aquecido contra a irrigação com solução salina à temperatura ambiente,  e relatou significativamente menos tontura  com a solução aquecida, sendo também mais confortável do que solução salina à temperatura ambiente1.

Alguns procedimentos clínicos e cirúrgicos, tais como lavagem otológica, retirada de nevos, corpos estranhos, cistos e lipomas, e o tratamento de feridas, pela menor complexidade de técnica, podem e devem ser realizados pelas equipes que trabalham nas Unidades Básicas de Saúde, a fim de evitar estrangulamento dos serviços dos outros níveis de atenção e, com isso, contribuir para o aumento da resolutividade da Atenção Primária à Saúde2.
A irrigação do ouvido pode ser usada para tratar pacientes com tampão de cerúmen ou corpo estranho no ouvido3. Suas contraindicações são:
• História ou suspeição de perfuração timpânica (incluindo tubo de miringotomia) 4.
• História de doença significativa do ouvido médio, cirurgia de orelha, terapia de radiação para a área, otite externa grave, objetos estranhos afiados no canal auditivo externo ou vertigem4.
A solução salina é normalmente  o irrigante mais utilizado por questões de disponibilidade, esterilidade, de baixo custo e raros efeitos colaterais. A solução pode ser aquecida num forno de micro-ondas, mas a temperatura deverá ser cuidadosamente verificada antes da utilização3.
Para o procedimento utiliza-se uma seringa de 20 mL ou maior, conectada a uma sonda urinária de alívio cortada em cerca de 3 cm de comprimento, irriga-se o ouvido, direcionando o jato para cima, para que a água crie um efeito de turbilhonamento5.

 
Atributos da APS

 
A lavagem otológica é um procedimento rotineiro dentro das atribuições da APS. Facilitar o acesso ao serviço promove oportunidade de identificar casos em que a abordagem possa ser feita dentro da unidade de saúde, sem que haja necessidade de encaminhamentos, tornando o serviço mais resolutivo.

 

 

Bibliografia Selecionada

1. Ernst AA1, Takakuwa KM, Letner C, Weiss SJ. Warmed versus room temperature saline solution for ear irrigation: a randomized clinical trial. Ann Emerg Med. 1999 Sep;34(3):347-50. Disponível em http://www.annemergmed.com/article/S0196-0644(99)70129-0/fulltext
2. Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Procedimentos / Ministério da Saúde,  – Brasília : Ministério da Saúde, 2011. http://189.28.128.100/dab/docs/publicacoes/cadernos_ab/abcad30.pdf
3. RICHARD SADOVSKY, M.D.Tips from Other Journals, Temperature of Saline Solution for Ear Irrigation, Am Fam Physician. 2000 Jan 1;61(1):197-198. Disponível em: http://www.aafp.org/afp/2000/0101/p197.html
4. DynaMed [Internet]. Ipswich (MA): EBSCO Information Services. 1995 – . Record No. 230359, Cerumen impaction; [updated 2011 Aug 29], Acesso em 25/01/2017, via portal SBE disponível em : https://www.dynamed.com/topics/dmp~AN~T230359/Cerumen-impaction
5. B., DUNCAN, B., SCHMIDT, Inês, GIUGLIANI, Elsa J., DUNCAN, Schmidt, GIUGLIANI, Ca. Medicina Ambulatorial: Condutas de Atenção Primária Baseadas em Evidências, 4th Edition. ArtMed, 01/2013. VitalBook file