Contato

SOF

O que é e como é investigado um quadro de paniculite?

| 26 set 2017 | ID: sof-36850
Esta SOF foi útil pra você?
Reload

Enter the code

A paniculite é uma inflamação na gordura subcutânea que possui várias causas e o diagnóstico nem sempre é fácil. Para além das informações de uma boa anamnese e exame físico – o que inclui a avaliação de aspectos como localização e outras características das lesões, sintomas sistêmicos, achados laboratoriais e fatores etiológicos – é frequente a necessidade de biópsia da lesão. Ainda assim, sob a melhor das circunstâncias, com amostragem histopatológica ideal e correlação clínica, pode não haver etiologia específica para muitas reações inflamatórias na paniculite.

Esse quadro muitas vezes representa um problema de diagnóstico tanto para o clínico como para o patologista, uma vez que os achados clínicos e histopatológicos nas várias doenças inflamatórias do tecido adiposo possuem características que se sobrepõem. A especificidade no diagnóstico é potencialmente difícil, pois apresentações clínicas similares às vezes são associadas a características histopatológicas distintas. Da mesma forma, apresentações clínicas bem diferentes podem ter achados histopatológicos similares. Outro fator limitante na avaliação histológica da lesão é o uso de punches para biopsia, fornecendo material limitado para análise de fenômenos muito extensos.

Não há uma classificação universalmente aceita de paniculite, mas, do ponto de vista de muitos patologistas, uma classificação útil começa dividindo a paniculite em formas septais e lobulares,”septal” que significa inflamação confinada predominantemente aos septos e “lobular” indicando inflamação predominantemente envolvendo o próprio lóbulo de gordura. A forma septal foi classicamente associada ao eritema nodoso (EN) e a forma lobular com todos ou a maioria dos outros tipos de paniculitides – mas este ponto inicial não foi provado adequado devido a inespecificidade dos achados.

Bibliografia Selecionada

1 – Wolff, K., Goldsmith, L., Katz, S., Gilchrest, B., Paller, A. S., & Leffell, D. (2011). Fitzpatrick’s Dermatology in General Medicine, 8th Edition. New York: McGraw-Hill.- Disponível em: http://psbe.ufrn.br/index.php?option=com_content&view=article&id=35&Itemid=247  Acesso via portal saúde baseada em evidência.

2 – Rivitti, E. A. (2014). Manual de Dermatologia Clinica de Sampaio e Rivitti. 3ª Edição.  São Paulo Artes Médicas.