Contato

SOF

Qual a técnica adequada para realizar o teste do pezinho?

| 09 ago 2018 | ID: sof-40563
Esta SOF foi útil pra você?
Reload

Enter the code

É necessário escolher um local adequado para a punção, devendo ser numa das laterais da região plantar do calcanhar, local com pouca possibilidade de atingir o osso. Segurando o pé e o tornozelo da criança, envolvendo com o dedo indicador e o polegar todo o calcanhar, de forma a imobilizar, mas evitando prender a circulação. A punção só deverá ser realizada após a assepsia e secagem completa do álcool(1).

Caso ocorra uma interrupção no sangramento, é recomendável fazer a troca de círculo do papel-filtro e massagear novamente a região do calcanhar, passar um algodão ou gaze com firmeza no mesmo local da punção para retirar o tampão de fibrina e plaquetas que se formou com o processo fisiológico de coagulação, ativando novamente a circulação. Caso esse artifício não mostre efeito, tentar nova punção, no mesmo local da punção anterior. Isso irá aumentar a área da lesão e consequentemente favorecer o aumento do fluxo de sangue. Puncionar o outro pé quando essas alternativas não obtiverem êxito para a obtenção da quantidade de sangue necessária para a finalização da coleta naquele recém nascido(1).

Alguns cuidados importantes durante o processo de coleta(1):
• “Importante deixar o sangue fluir naturalmente após puncionar e de maneira homogênea pelo papel-filtro, evitando concentração de sangue. Não permita que ele coagule nem no papel-filtro nem no pé do bebê. Só desencoste o papel-filtro do pé quando o círculo estiver todo preenchido”.
• “Não é necessário que os limites do sangue coincidam com os limites dos círculos impressos no papel-filtro. Os limites estabelecidos servem de guia para a quantidade de material necessária à realização dos testes e também para se evitar a supersaturação de sangue no papel-filtro (encharcado, empapado), o que inviabilizaria a amostra”.
• “Jamais retorne um círculo já coletado no local do sangramento para completar áreas mal preenchidas. A superposição de camadas de sangue interfere nos resultados dos testes”.

Bibliografia Selecionada

1. Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção a Saúde. Departamento de Atenção Especializada e Temática. Triagem neonatal biológica: manual técnico. Brasília: Ministério da Saúde, 2016.:80p. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/triagem_neonatal_biologica_manual_tecnico.pdf