Contato

SOF - Áreas Temáticas

Apoio ao Diagnóstico Assinar Feed RSS

Quando é necessário rastrear retinopatia em paciente diabético?

A retinopatia diabética é uma complicação microvascular progressiva que pode culminar em perda visual grave e permanente. Existe a possibilidade de controle e prevenção se for detectada e tratada a tempo. Dessa forma, pacientes com diabetes tipo 1 e 2 devem ser submetidos ao exame de fundo de olho por oftalmologista para rastreamento da retinopatia, […]

Resultado de exame citopatológico (CP) que indica atrofia com inflamação, qual a conduta?

O resultado de um exame citopatológico do colo de útero indicando atrofia com inflamação é um achado normal no período climatérico. Quando não houver presença de atipias, não altera a rotina de rastreamento.

Qual a conduta para um paciente com esteatose hepática vista em ecografia?

O achado ocasional de esteatose hepática deve ser seguido de avaliação clínica e laboratorial. A esteatose ecográfica pode ser devida ao uso de álcool ou não alcoólica – associada a doenças como obesidade, diabetes mellitus, hipertensão arterial sistêmica e dislipidemia. Deve-se abordar o uso de álcool e recomendar redução ou abstenção conforme o caso.

Quando se deve repetir endoscopia em pacientes com dispepsia?

Pacientes com dispepsia já investigada com endoscopia podem necessitar de nova endoscopia nas seguintes situações: – Controle de erradicação de H. pylori em pacientes com úlcera gástrica ou duodenal, pelo menos 4 semanas após o tratamento de erradicação; – Controle de cicatrização de úlcera gástrica, após 8 a 12 semanas de uso de inibidor de […]

Quais são as causas e qual é a investigação inicial de plaquetopenia assintomática?

Plaquetopenia é um achado frequente no hemograma, e nem sempre significa presença de alguma doença. Sempre que não houver uma causa conhecida, e as plaquetas estiverem acima de 50.000 células/mm³, deve-se inicialmente confirmar se a plaquetopenia é real repetindo o exame, para excluir erro laboratorial ou agregação in vitro. Alguns indivíduos têm valores ligeiramente abaixo […]

Deve-se investigar os contatos de indivíduos diagnosticados com tuberculose extrapulmonar?

Não há necessidade de investigar os contatos de indivíduos com as formas exclusivamente extra pulmonares de tuberculose, pois esses não transmitem a doença. Os casos de tuberculose laríngea, atualmente pouco frequentes, são uma exceção, pois podem expelir bacilos pela tosse, fala ou espirros. Nesses casos, os contatos também devem ser investigados.

A vacina contra gripe pode provocar resultado positivo em testes para HIV em pessoas não infectadas pelo vírus?

A vacina contra gripe pode ocasionar resultados falso-positivos transitórios para HIV em pessoas não infectadas pelo vírus.

O que fazer ao se deparar com um ou mais nódulos na palpação da tireóide?

Quando se detecta um nódulo na tireoide, é fundamental descartar a possibilidade de neoplasia maligna e caracterizar o status funcional e anatômico da glândula.

O que fazer quando um exame citopatológico de colo do útero apresenta o resultado negativo para “representatividade da zona de transformação”?

A repetição do exame é necessária uma vez que o resultado identifica somente a presença de células escamosas e ausência de células glandulares ou metaplásicas, e não se tem todos os elementos para inferir um rastreamento negativo para alterações celulares.

Qual a abordagem diagnóstica inicial em pacientes com plaquetopenia?

Segundo o Protocolo de encaminhamento da Atenção Básica(1): – Condições clínicas que indicam a necessidade de encaminhamento para serviços de urgência/emergência (preferencialmente com hematologista): pessoa com trombocitopenia (<20.000 /μL) e manifestação hemorrágica; ou pessoa assintomática e valor de plaquetas inferior a 10.000 /μL; ou citopenias com critérios de gravidade. – Condições clínicas que indicam a […]