Contato

SOF - Áreas Temáticas

Apoio ao Tratamento

Qual diferença entre dalteparina e enoxaparina em relação à eficácia e segurança no tratamento de trombose venosa profunda durante a gestação e puerpério?

Não há diferença significativa entre dalteparina e enoxaparina em relação à eficácia e segurança no tratamento de trombose venosa profunda (TVP) [A]1. Ambas são heparina de baixo peso molecular (HBPM) e podem ser utilizadas para tratamento de trombose venosa profunda em gestantes e puérperas2,3,4, porém a dalteparina não deve ser usada em pessoas com síndrome […]

Como inserir ações com fitoterapia como recurso terapêutico ou educativo na Atenção Básica?

A fitoterapia como recurso terapêutico ou educativo na Atenção Primária à Saúde / Atenção Básica (AB) pode ser inserida por meio de diferentes atividades complementares entre si, por exemplo: levantamento das plantas medicinais, educação em saúde, prescrição e dispensação de fitoterápicos, farmácia-viva, hortas ou hortos1,2.

Como manejar casos de pitiríase versicolor com má resposta ao tratamento clínico?

Primeiramente, é preciso considerar que alterações pigmentares residuais da pitiríase versicolor muitas vezes necessitam de semanas a meses para serem solucionadas, até que as regiões afetadas sejam novamente pigmentadas por exposição ao sol. Deve-se lembrar ainda, as elevadas taxas de recorrência desta condição clínica, sobretudo em climas quentes e úmidos. (1,3) Em geral, portadores de […]

Qual a abordagem para o tratamento da pneumonia em uma gestante? Que medicamentos usar?

Na paciente grávida a pneumonia mais comum é a pneumonia comunitária e o tratamento deve ser feito com antibióticos beta-lactâmicos e/ou com macrolídeos. De uma maneira geral as pneumonias na gravidez são similares a quaisquer outras pneumonias do adulto e geralmente causadas pelos mesmos patógenos. Entretanto, algumas características específicas da gravidez, tais como mudanças imunológicas […]

Qual a relação existente entre tuberculose, alcoolismo e carência alimentar?

As bibliográficas consultadas apontam para o aumento da vulnerabilidade à tuberculose relacionada a fatores como alcoolismo e carência alimentar. (1,2,3,4,5)  O alcoolismo crônico é considerado importante fator de risco para o desenvolvimento da tuberculose, visto que há alta incidência de casos e de formas mais avançadas de tuberculose pulmonar entre esses pacientes. O abandono do […]

Existe evidência científica para o uso da pregabalina no tratamento da dor crônica?

Sim. A pregabalina é conhecida, em diversos estudos clínicos, por sua eficácia no tratamento da neuralgia pós-herpética, neuropatia diabética dolorosa e fibromialgia, e recentemente no manejo de sintomas neuropáticos em pacientes com quadros álgicos crônicos nas costas e no pescoço (1-6). Também tem demonstrado ser uma alternativa custo-efetiva para casos de dor no pescoço refratária […]

Quais os tratamentos não-farmacológicos para osteoartrite (artrose) de joelho?

Os tratamentos não-farmacológicos recomendados para a osteartrite (OA) são1: a) Atividades educativas (Grau de recomendação D)2 – Esclarecimento sobre a doença: salientar que a doença não é sinônimo de envelhecimento e está relacionada com a capacidade funcional, sendo que a intervenção terapêutica trará considerável melhora de qualidade de vida; – Motivar e envolver o paciente […]

Qual o nível de pressão arterial desejável para um paciente hipertenso com histórico de AVC isquêmico?

Na literatura, existe incerteza sobre quão intensiva deve ser a redução da pressão arterial em pessoas que tiveram um acidente vascular cerebral (AVC) ou ataque isquêmico transitório (AIT), a fim de evitar um novo comprometimento cerebrovascular (1). Diretrizes recentes se posicionaram com diferentes conclusões sobre esta questão: as diretrizes europeias recomendam uma pressão arterial sistólica […]

Quais os tratamentos não medicamentosos para dor crônica?

Existem várias modalidades de tratamento não medicamentoso para dor crônica: intervenções comportamentais, psicoterapia, técnicas de relaxamento, acupuntura e auriculoterapia são as principais. Primeiramente para abordagem adequada da dor crônica é importante ter em mente que a evolução do tratamento para dor depende de respostas individuais da relação do paciente com sua própria dor¹. A dor […]

Quais as evidências científicas para o uso do Guaco na Atenção Primária à Saúde?

A Mikania glomerata Spreng pertence à família Asteraceae e conhecida popularmente como Guaco. Está nas folhas da planta a maior concentração do marcador químico (a Cumarina). As folhas de Guaco são comumente usadas ​​como um extrato, xarope ou infusão para o tratamento de bronquite, asma e tosse, por sua ação broncodilatadora, expectorante e supressora da […]