Contato

SOF - DeCS Term

Atenção Primária à Saúde Assinar Feed RSS

É necessário realizar PPD em crianças contatos de Tuberculose menores de 2 anos com radiografia de tórax sem alterações?

A investigação de contatos de tuberculose menores de 10 anos que apresentem radiografia de tórax normal deve ser complementada com o PPD – Teste Tuberculínico.

Qual a relação entre o fumo e a pílula anticoncepcional?

O uso atual de contraceptivos orais (COs) pode estar associado a risco aumentado para Acidente Vascular Cerebral (AVC) isquêmico, mas não para AVC hemorrágico ou infarto do miocárdio.4 Como o tema é controverso e não há evidências consistentes para recomendar ou contraindicar o uso de ACO com tabaco, sugere-se recomendar a suspensão do uso do […]

Quais os achados no exame físico do bebê que sugerem Anomalia da Diferenciação Sexual (genitália ambígua)?

Os achados no exame físico do bebê que sugerem Anomalia da Diferenciação Sexual diferem conforme a aparência externa da genitália. – Genitália com aparência feminina: adesões entre os pequenos lábios, massa inguinolabial (suspeita de massa ou hérnia) ou clitoromegalia. – Genitália com aparência masculina: hipospádia perineal isolada; hipospádia associada à criptorquidia (unilateral ou bilateral); hipospádia […]

Qual o momento adequado para realizar o registro civil de um bebê que foi diagnosticado ao nascer com Anomalia da Diferenciação Sexual (genitália ambígua)?

O momento adequado para o registro civil de bebê com diagnóstico de Anomalia da Diferenciação Sexual (ADS) ao nascimento é após a definição do sexo da criança. Pacientes com ADS frequentemente são identificados logo após o nascimento. Eles apresentam genitálias com alterações morfológicas que dificultam a diferenciação entre sexo feminino ou masculino. A indefinição gera […]

Qual a abordagem indicada para acolher os usuários de drogas na APS?

É recomendável que o acolhimento e assistência aos usuários de drogas pela equipe da Estratégia Saúde da Família (ESF) seja pautada na redução de danos para minimizar as consequências adversas do consumo de drogas do ponto de vista da saúde e dos seus aspectos sociais. Assim, essa abordagem precisa seguir os preceitos éticos baseados na […]

A inserção do Dispositivo Intra Uterino (DIU) na Atenção Básica pode ser realizado por enfermeiro?

A inserção de Dispositivo Intra Uterino (DIU) pode ser realizada por enfermeiro(a) e médico(a). (1) O enfermeiro, após treinamento e cumprindo o disposto na Resolução COFEN nº 358/2009 (2), está apto a realizar consulta clínica, prescrever e inserir o DIU (3). Para a implantação do DIU na Atenção Básica, o Protocolo da Atenção Básica “Saúde […]

Em Grupos de Tabagismo, há limite para a participação de usuários não aderentes?

Não há limite para a participação de usuários em Grupos de Tabagismo nas Unidades Básicas de Saúde, não sendo identificada uma orientação formal sobre o número de vezes que um usuário pode participar desta atividade. Destaca-se que o tratamento do tabagista que recaiu necessita de mais estudos científicos específicos para essa população(1). Especificamente quanto à […]

Como deve ser a abordagem, feita por um profissional de saúde da APS, a uma paciente que esteja apresentando pensamento suicida?

A abordagem ao paciente em risco de suicídio pode ser resumida em 05 passos iniciais. O primeiro é saber ouvir o paciente e entender suas motivações subjacentes pois muitas vezes o que leva o paciente a atenção primária são queixas somáticas.Já o segundo passo é a escuta clínica e o bom julgamento clínico pois todo […]

Como implantar o acolhimento com classificação de risco nas unidades de saúde da família?

Após a gestão de saúde e a equipe organizarem um “Protocolo de Acolhimento com classificação de risco para as Unidades de Saúde” é fundamental que a proposta seja submetida ao conselho local de saúde do município e depois de aprovada apresentada para toda a comunidade. A forma de informar e orientar a comunidade pode ocorrer […]

Como acolher a população transexual na Atenção Primária em Saúde?

O acolhimento às pessoas transexuais requer do profissional da saúde uma visão plural de gênero e da sexualidade humana para que muitas das discriminações que esse público experiencia(1) sejam evitadas. O respeito do uso nome social bem como o respeito pela forma que a pessoa se autorrefere e se auto-identifica é a chave para um […]