Contato

SOF - DeCS Term

Complicações na Gravidez Assinar Feed RSS

Como tratar Leptospirose na gestação?

A antibioticoterapia é o tratamento indicado em qualquer período da doença, mas sua eficácia parece ser maior na primeira semana do início dos sintomas.1 O tratamento indicado não oferece riscos em caso de gestação.1

O deslocamento subcoriônico assintomático aumenta o risco de abortamento no primeiro trimestre??

A evolução em geral é boa e não representa quadro de risco materno ou para o feto. A conduta é conservadora e, basicamente, consiste no esclarecimento à gestante.(1)

Qual o papel do médico e da equipe de APS no manejo dos casos de pré-eclampsia?

O manejo dos casos de gestantes com pré-eclampsia é variável, a depender da gravidade do quadro clínico e da idade gestacional. Em todas as situações de pré-eclampsia a gestante deverá ser acompanhada conjuntamente em pré-natal de alto risco. Há situações em que também é necessário a hospitalização e, em casos de extremo risco de vida, […]

Quais os riscos da gestação nos extremos de idade – adolescentes e mulheres acima de 40 anos?

As gestações nos extremos da idade reprodutiva da mulher, em geral, apresentam piores desfechos para a mãe e para o bebê (1,2). No entanto, apesar de haver riscos gestacionais, gestantes saudáveis com idade menor do que 15 e maior do que 35 anos podem ser acompanhadas em pré-natal de baixo risco na própria Unidade de […]

Está indicado o uso de AAS na gestante hipertensa?

O uso de antiagregantes plaquetários em pequenas doses diárias (75 a 100mg) tem sido recomendado para gestantes com risco aumentado para desenvolver pré-eclâmpsia (1). Os principais fatores de risco para o desenvolvimento da pré-eclâmpsia são primigestação, história prévia ou familiar, hipertensão crônica, diabetes, colagenose, raça negra, obesidade e trombofilias (1). Seguem as recomendações a respeito deste tema na literatura: Segundo o documento VI […]

Como tratar o hipertireoidismo na gestante?

Os diagnósticos diferenciais em pacientes gestantes com tireotoxicose devem incluir Doença de Graves e hipertireoidismo gestacional¹,². O quadro clínico (bócio, oftalmopatia), história prévia de tireotoxicose e o TRAb positivo favorecem o diagnóstico de Graves (Nível B). Deve ser desaconselhada a gestação em mulheres com Doença de Graves que ainda não alcançou o eutireoidismo (Nível D), […]