Contato

SOF - DeCS Term

Diabetes Mellitus Assinar Feed RSS

Qual anestésico local indicado para pacientes gestantes, hipertensos e diabéticos?

A anestesia local mais indicada para gestantes é a lidocaína 2% com o vasoconstritor epinefrina, na concentração 1:100.000(1,2). Deve-se utilizar no máximo dois tubetes (3,6 ml) por sessão, usando sempre seringa anestésica com refluxo, de forma a evitar injeções intravasculares(2,3).

Como realizar a avaliação inicial de um paciente hipertenso e diabético, com suspeita de Doença Renal Crônica?

O primeiro passo é avaliar o estágio de Doença Renal Crônica (DRC) através da Taxa de Filtração Glomerular (TFG). Recomenda-se calcular a TFG através da equação CKD-EPI (Chronic Kidney Disease Epidemiology Collaboration), a partir dos dados de creatinina sérica, idade, sexo e cor da pele. Há um aplicativo do Telessaúde RS que disponibiliza a calculadora […]

Quais os impactos dos exercícios aeróbicos para os portadores de diabetes tipo 2?

Existem evidências consistentes dos efeitos benéficos do exercício na prevenção e no tratamento do diabetes mellitus (DM). O exercício atua na prevenção do DM, principalmente nos grupos de maior risco (1,2), como os obesos e os familiares de diabéticos. Indivíduos fisicamente ativos e aqueles com melhor condição aeróbica apresentam menor incidência de DM tipo 2 […]

Quais orientações nutricionais podem ser dadas pelos Agentes Comunitários de Saúde aos pacientes diabéticos?

Os Dez passos para uma Alimentação Saudável para pessoas com diabetes (1) resumem as diretrizes do Guia Alimentar para a População Brasileira e contemplam as recomendações das sociedades médicas baseadas em evidências científicas (1,3). São orientações gerais, práticas e importantes sobre alimentação, que o Agente Comunitário de Saúde pode utilizar não só com os pacientes […]

Como deve ser o seguimento dos pacientes diabéticos pela Equipe de Saúde da Família?

Para o seguimento clínico, na APS, dos pacientes com Diabetes, o Ministério da Saúde1, recomenda que nos pacientes diabéticos os exames de glicemia de jejum e HbA1C sejam realizados duas vezes ao ano, situações em que a pessoa encontra-se dentro da meta glicêmica estabelecida e, a cada três meses, se acima da meta pactuada. Os […]

Por que os diabéticos são mais vulneráveis à amputação de dedos, pés ou pernas?

Os diabéticos são mais vulneráveis a amputação de membros inferiores, pois o Diabetes Mellitus é uma doença metabólica crônica e se caracteriza por uma variedade de complicações, entre as quais se destaca o pé diabético, considerado um problema grave e com consequências muitas vezes devastadoras diante dos resultados das ulcerações, que podem implicar em amputação […]

É possível utilizar um hipoglicemiante oral em paciente cirrótico com diabetes iniciada após a cirrose, ou a insulina deve ser a primeira escolha?

É possível sim utilizar hipoglicemiantes orais em pacientes cirróticos. Os medicamentos mais comumente utilizados – metformina e glibenclamida – não são hepatotóxicos e cirrose, por si só, não configura contraindicação. Contudo, nos casos de insuficiência hepática significativa, é necessário cautela uma vez que a toxicidade própria do medicamento pode ser potencializada – risco de acidose […]

Qual a orientação para a aplicação da mistura de insulina NPH com insulina regular?

A mistura de insulina permite maior flexibilidade de dose, porém requer mais destreza dos pacientes do que o uso de insulina pré-misturada(1). A escolha do sistema de administração de insulina depende da preferência, necessidade pessoal(1) e o objetivo da intervenção terapêutica. Quando o médico prescreve mistura de insulina de ação intermediária (NPH –N) com insulina […]

Quando iniciamos a insulinoterapia, é melhor uma dose noturna de NPH, pois há melhora do controle glicêmico por inibir a gliconeogênese hepática?

Doses de insulina noturna superiores a 30U (1) e a falta de controle adequado com a insulina noturna (HbA1C > 7%) usada em associação com hipoglicemiante oral (metformina), afastados problemas de adesão ao plano alimentar e à atividade física, podem requerer esquemas mais complexos de insulinização.(1,2) Ocorrência de hipoglicemia também justificam mudanças no horário de […]

Quantas vezes reutilizar uma seringa para aplicação de insulina?

De acordo com a orientação dos fabricantes, as seringas/agulhas descartáveis para a aplicação de insulina não devem ser reutilizadas. Na prática, entretanto, a bibliografia internacional e a Portaria nº 2.583 do Ministério da Saúde, sobre o assunto considera como segura a reutilização limitada do conjunto seringa/agulha (acopladas), desde que respeitadas as orientações sobre armazenamento em […]