Contato

SOF - Teleconsultores

NUTES Pernambuco

Qual a melhor via de parto para gestantes soropositivas?

De acordo com o Ministério da Saúde, gestantes soropositivas com carga viral desconhecida ou maior que 1.000 cópias/mL após 34 semanas de gestação, é escolhida por via de regra a cesárea eletiva na 38ª semana de gestação por razão da diminuição do risco de transmissão vertical do HIV. E, para as gestantes em uso de […]

Qual o papel do Agente Comunitário de Saúde no acompanhamento de pacientes portadores do HIV?

O uso da terapia antirretroviral (TARV) tem diminuído significativamente a morbidade e a mortalidade das pessoas infectadas pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV), propiciando, em consequência, o aumento da expectativa de vida desses sujeitos. Esta realidade tem demandado para os serviços de saúde o desenvolvimento de ações de saúde que propiciem uma atenção qualificada e […]

Qual o papel da equipe de APS na puericultura de crianças com microcefalia?

A puericultura na Atenção Primária à Saúde /Atenção Básica (APS/AB) é uma prática de acompanhamento do crescimento e desenvolvimento da criança nos primeiros 24 meses de vida. É desenvolvido tanto pelo médico de APS ou pediatra, bem como, e geralmente nas unidades de saúde da família, pelo enfermeiro da Equipe de Saúde da Família. No […]

A toxoplasmose detectada durante a gestação, além da alteração do IgM e/ou IgG, pode gerar outros sinais e sintomas?

Os sintomas da toxoplasmose aguda em gestantes podem ser transitórios e inespecíficos. Quando estão presentes, no máximo em 10% dos casos, geralmente limitam-se à linfadenopatia e à fadiga. A linfadenopatia pode persistir durante meses e comprometer apenas um único linfonodo. Menos frequentemente, tem sido descrita uma síndrome do tipo mononucleose caracterizada por febre, mal estar, […]

Como deve ser realizada a vacinação antitetânica (dT) nos usuários que possuem esquema incompleto?

A vacina antitetânica dT é indicada para usuários maiores de 7 anos de idade que apresentem esquema vacinal incompleto ou não vacinados. Para usuários com esquema incompleto a indicação é completar o esquema com o número de doses faltosas, não reiniciando o esquema vacinal. O intervalo de administração entre as doses é de 60 dias, […]

Quais estratégias de comunicação adotar com pacientes portadores de deficiência auditiva?

A comunicação adequada entre profissional de saúde e usuário é um componente fundamental para que se estabeleça a interação, o acolhimento e o vínculo entre eles, colaborando assim para que as práticas de saúde sejam mais resolutivas. As pessoas portadoras de deficiência auditiva precisam ser entendidas em suas necessidades e também devem ser alvo das […]

Qual a melhor abordagem de alcoolismo para pacientes em situação de rua?

O Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) do município deve ser acionado para formular um projeto singular para este usuário junto com a equipe. O paciente em situação de rua encontra-se numa situação delicada, demandando avaliação tanto para os problemas de saúde física quanto mental. Em geral, os alcoolistas resistem a iniciar tratamentos […]

Como dar alta a um paciente com diagnóstico de tuberculose pulmonar bacilífera que não consegue produzir escarro por ausência de expectoração?

A alta por cura de pacientes que receberam o diagnóstico de tuberculose pulmonar bacilífera que não tiverem realizado o exame de escarro por ausência de expectoração pode ser feita com base em dados clínicos e exames complementares (cura clínica não comprovada bacteriologicamente). Para isso, é importante que esse paciente seja encaminhado para a avaliação pelo […]

Como proceder com uma criança menor de um ano com membros em geno varo?

O geno varo é uma condição frequente na puericultura na qual a criança apresenta os joelhos bem afastados (abertos) enquanto os tornozelos se aproximam. Pode ser normal na criança do zero aos três anos de idade. Neste caso chamamos de geno varo fisiológico. A deformidade não é muito acentuada, é simétrica e regride espontaneamente do […]

É possível que uma pessoa tenha alergia desencadeada por atividade física?

Existem dois casos em que a atividade física pode desencadear uma resposta alérgica: na urticária colinérgica e na anafilaxia induzida pelo exercício. Urticária colinérgica – as erupções na pele são pequenas e ocorrem devido ao aumento de temperatura do corpo. Aparecem entre 2 a 30 minutos depois do exercício físico ou aquecimento passivo (banho quente […]