Contato

SOF - Tipos de Profissional

Médico Assinar Feed RSS

Qual a abordagem diagnóstica inicial em pacientes com plaquetopenia?

Segundo o Protocolo de encaminhamento da Atenção Básica(1): – Condições clínicas que indicam a necessidade de encaminhamento para serviços de urgência/emergência (preferencialmente com hematologista): pessoa com trombocitopenia (<20.000 /μL) e manifestação hemorrágica; ou pessoa assintomática e valor de plaquetas inferior a 10.000 /μL; ou citopenias com critérios de gravidade. – Condições clínicas que indicam a […]

Quais são as recomendações para tratamento de hipotireoidismo subclínico na gestação?

O hipotireoidismo subclínico na gestação é caracterizado por TSH acima do valor de referência para o trimestre da gestação Ehormônios periféricos (T4 ou T4 livre) normais. Recomenda-se tratar gestantes com hipotireoidismo subclínico com: – TSH acima de 10 mU/L; – TSH elevado para o trimestre da gestação e anti-TPO (anticorpo anti-tireoperoxidase) positivo.

Quais são os critérios para realizar a retirada de corticoide inalatório em adultos com asma?

Pode ser considerada a redução de dose (mínima dose efetiva) do corticoide inalatório em pacientes com asma controlada por pelo menos três meses e desde que haja baixo risco de exacerbações e função pulmonar estável. – Quando os pacientes estão utilizando corticoide inalatório isoladamente em doses médias ou altas, – uma redução de 50% da […]

Tireoide aumentada e nódulos de tireoide podem causar sintomas cervicais?

Existe uma correlação entre o volume da tireoide e o tamanho dos nódulos com sintomas compressivos, mas não existem pontos de corte bem estabelecidos. Apesar disso, é improvável que sintomas cervicais sejam atribuíveis a tireoides com volumes menores que 30 mL, cujo aumento não seja visível ao exame físico ou que não apresentem sinais de […]

O que são e como orientar os exercícios da musculatura pélvica (Kegel)?

Os exercícios da musculatura pélvica também são conhecidos como exercícios de Kegel, são exercícios que fortalecem os músculos que controlam o fluxo de urina e fezes, auxiliando no controle de doenças como incontinência urinária e distúrbios da estática pélvica.

Quais são as indicações de dosagem e reposição de vitamina D em pacientes assintomáticos?

Não está recomendada avaliação rotineira (rastreamento) de deficiência de vitamina D para pacientes adultos assintomáticos (gestantes ou não gestantes). No entanto, algumas populações de risco têm maior chance de apresentar deficiência e a dosagem pode ser recomendada: – uso de medicamentos que influenciam no metabolismo mineral e funcionamento da vitamina D (anticonvulsivantes, glicocorticoides, antirretrovirais, antifúngicos […]

Como deve ser feita a inibição da lactação?

Métodos não farmacológicos: – Evitar a sucção e outras formas de estímulo. – Aplicar compressas frias durante 10 minutos, 4 vezes ao dia. – Fazer enfaixamento compressivo, com ataduras elásticas por volta de 7 a 10 dias após o parto, com cuidado para não restringir os movimentos respiratórios ou causar desconforto materno. Essa medida isoladamente […]

Quando suspeitar de leptospirose?

Devemos suspeitar de leptospirose quando o paciente apresentar febre de início abrupto, mialgia intensa, cefaleia, anorexia, náuseas e vômitos. Podem ocorrer também diarréia, artralgia, hiperemia ou hemorragia conjuntival, fotofobia, dor ocular e tosse. A sufusão conjuntival é um achado característico da leptospirose e é observado em cerca de 30% dos pacientes. Esse sinal aparece no […]

O que é e como orientar o treinamento vesical?

O treinamento vesical, também conhecido como reeducação vesical, consiste em educação do paciente sobre seus hábitos miccionais associado a regime de micção programada com aumentos graduais do intervalo entre as micções. É um tratamento que ajuda o paciente a “segurar mais urina”, de forma que consiga urinar com menor frequência e com menos episódios de […]

Deve-se solicitar enzimas hepáticas antes de iniciar isoniazida para tratamento de infecção latente pelo Mycobacterium tuberculosis (ILTB)?

A avaliação das enzimas hepáticas antes do tratamento para ILTB, devido ao maior risco de toxicidade, está indicada nas seguintes situações: • hepatopatia crônica (hepatite B ou C, hepatite alcoólica, cirrose); • uso de outras medicações potencialmente hepatotóxicas; • consumo regular de álcool; • puérpera até 3 meses pós-parto; • infecção pelo vírus HIV