A acupuntura pode ser usada no tratamento do tabagista?

O Painel de Consenso sobre Acupuntura do National Institutes of Health (NIH) dos Estados Unidos (1) afirma que a acupuntura pode ser útil como tratamento coadjuvante de um programa abrangente na terapia da adição a drogas, incluindo a dependência da nicotina. Entretanto, o Consenso de Abordagem e Tratamento do Fumante do Ministério da Saúde (2) brasileiro não recomenda a acupuntura como o método de primeira escolha para a cessação de fumar, por não existir, até o momento, evidências científicas suficientes para comprovar sua eficácia, mas orienta que a acupuntura poderá ser usada, caso seja de escolha dos pacientes e desde que não existam contraindicações para o seu uso. Há quatro revisões sistemáticas que abordam o uso da acupuntura no tratamento do tabagismo, e relatam que apesar da acupuntura ser menos eficaz do que a terapia de reposição de nicotina (NRT) e as intervenções psicológicas (3,4,5) na redução das taxas de abstinência em curto prazo (4); vários pacientes relataram que se sentiram melhor com o uso da acupuntura (4) por perceberem que a técnica reduz o paladar para o tabaco, ansiedade e o desejo de fumar, durante a abstinência do fumo por seis ou mais meses (3,6).

 

Os centros de saúde em Florianópolis utilizam a Auriculoterapia, Automassagem e Acupuntura como coadjuvante aos recursos (intervenção psicológica, manuais e medicamentos) preconizados pelo Ministério da Saúde para o tratamento de fumantes desde 2012. Com a inserção destas práticas na Atenção Primária à Saúde (APS), verificou-se um aumento do acesso nos grupos de cessação do uso do tabaco e uma redução na utilização dos medicamentos (8). Houve, também, uma nítida satisfação dos usuários e motivação dos profissionais de saúde revelada através de depoimentos, elogiando a qualidade e resultados do serviço oferecido7. O tratamento compreendeu pontos de acupuntura sistêmica para automassagem (7C,7CS, 9P,7P,4IG) e acupuntura auricular (Shenmen, Rim, Etômago, Pulmão Inferior, Ansiedade) (9), ilustrados a seguir: sof aps Em 2013, foram capacitados para a prática de auriculoterapia e orientação de pontos de Acupuntura para automassagem, 45 profissionais de saúde lotados nos Centros de Saúde e CAPS-AD entre os já treinados para a coordenação de grupos de tratamento de fumantes, com tendência positiva ao aumento no acesso dos tabagistas que buscam o tratamento (8). Embora o mecanismo de ação da acupuntura no tratamento do fumante ainda permaneça obscuro e controverso (3,4,5,6), por falta pesquisas sem problemas metodológicos, os estudos reconhecem a acupuntura como uma intervenção popular e segura quando aplicada corretamente (3). A inserção de práticas integrativas e complementares nas unidades básicas de saúde valoriza as características culturais especiais da população, fortalece o vínculo entre equipe e comunidade, e garante a atenção integral ao usuário, tanto do ponto de vista de promoção de saúde como de prevenção de doenças adequada ao contexto da APS.