A Penicilina benzatina pode ser administrada associada à Lidocaína para facilitar a adesão de tratamento medicamentoso?

Alguns estudos examinaram as influências da lidocaína como um diluente na farmacocinética das penicilinas em humanos e nenhum mostrou alterações nos parâmetros farmacocinéticos desses antibióticos quando misturados à lidocaína. Observou-se que a lidocaína é fisicamente e quimicamente compatível com penicilina, não alterando a biodisponibilidade nos fluidos corporais. Além disso, a intensidade e a frequência da dor no local da injeção foram reduzidas consideravelmente com a administração de lidocaína quando comparada à água estéril como diluente, podendo ser uma medida a ser usada naqueles pacientes que relutam em fazer uso da penicilina benzatina por queixa de dor.(1,2)

Medidas para diminuir a dor durante aplicação da penicilina benzatina devem ser observadas, objetivando uma melhor aderência à profilaxia: usar agulha 30×8 mm ou 25×8 mm para aplicar a medicação, injetar o líquido lenta e progressivamente (2-3 min.) e evitar friccionar o local. O uso de 0,5 ml de lidocaína 2% sem vasoconstrictor reduz a dor durante a aplicação e nas primeiras 24 horas.(3)

Já existe Nota técnica da Secretaria Municipal de Saúde de Campinas sobre orientações para uso de penicilina benzatina associada a lidocaína 2% para gestantes com sífilis e seus parceiros.(4)