Como devo manejar um paciente com tireotoxicose por tireoidite?

As manifestações da tireotoxicose na tireoidite são na maioria das vezes leves e autolimitadas, com duração de duas a seis semanas. Como o quadro deve-se a liberação não-controlada dos hormônios tireoideanos e a captação de iodo pela glândula é baixa, não é recomendado o uso de tionamidas nem de radioiodo. Recomenda-se o uso de beta-bloqueadores para pacientes sintomáticos, antiinflamatórios ou corticoterapia em casos de tireoidite granulomatosa subaguda de Quervain (dolorosa) e repouso para todos os casos que se mantiverem sintomáticos apesar das medidas acima citadas tiverem sido instituídas (Nível D). Nestas situações, é aconselhado que o médico da APS acompanhe conjuntamente com o especialista focal.

SOF Relacionada: Existe diferença entre dizer que um paciente tem tireotoxicose ou hipertireoidismo? quais são as principais causas de tireotoxicose?