Como é feito e como deve ser interpretado o resultado do teste de absorção da lactose?

O teste de absorção da lactose é realizado através de medidas da glicemia do paciente em diferentes momentos: glicemia basal após jejum de pelo menos 8 horas e glicemia 30, 60 e 120 minutos após a administração, por via oral, de lactose dissolvida em água – 50 g em adultos e 2 g/kg em crianças.

A interpretação do resultado tem como base a variação dos níveis de glicose após ingestão de lactose. Em pacientes com absorção normal de lactose, observa-se aumento da glicemia em 20 mg/dL ou mais* em pelo menos um dos intervalos medidos no teste. Uma vez que a ingesta foi exclusivamente de lactose, é apenas a lactose que pode justificar aumento da glicemia nas coletas subsequentes. Se houver aumento da glicemia, significa que houve absorção da lactose.

Em pacientes intolerantes, a diferença da glicemia em todas as dosagens após a ingesta de lactose é inferior a 20 mg/dL*, sendo o teste considerado positivo. A lactose ofertada no teste não é absorvida adequadamente e, portanto, não há aumento importante da glicemia. Pacientes intolerantes geralmente apresentam sintomas durante a realização do teste. O diagnóstico de intolerância à lactose pode ser feito clinicamente, pela presença dos sintomas da doença após ingestão e pela melhora clínica após exclusão de produtos contendo lactose por 3 semanas. O teste pode auxiliar e corroborar o diagnóstico. * Os valores de referência podem variar de acordo com o laboratório.