Como verificar o adequado funcionamento da autoclave?

Segundo o Manual de Biossegurança (1), o controle químico dos processos de esterilização em autoclave tem como princípio a utilização de medidores químicos termo-sensíveis que alteram sua coloração em presença do calor. Devem ser utilizados em comparação entre o material esterilizado e o não estéril. Todavia, não são confiáveis. A utilização de controle biológico, através do preparado padronizado de Bacillus Stearothermophilus, deve ser colocado dentro do pacote utilizado e deve ser o primeiro material a ser esterilizado. Se o bacilo for destruído, a autoclave está funcionando com eficiência, caso contrário ela está desregulada e todo o material contaminado.

Bibliografia Selecionada

  1. Brasil. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Serviços Odontológicos: prevenção e controle de riscos. Brasília: Ministério da Saúde; 2006. (Série A. Normas e Manuais Técnicos). Disponível em: http://www.anvisa.gov.br/servicosaude/manuais/manual_odonto.pdf Acesso em: 9 ago 2010.