Como proceder em caso de pacientes com Endoscopia Digestiva Alta normal, porém com achado ocasional de focos de hemorragia na lâmina própria na biópsia da mucosa gástrica?

Em estudo transversal, aproximadamente 70% dos pacientes com sintomas dispépticos inespecíficos ou com dispepsia tipo dismotilidade apresentaram exame endoscópico normal ou com alterações mínimas. Esses achados corroboram os trabalhos com modelos de predição em dispepsia cujo maior impacto é o alto valor preditivo negativo dos sintomas avaliados. A utilização da endoscopia como padrão de referência para o diagnóstico da dispepsia também deve ser questionada. Vários trabalhos sugerem que anormalidades histológicas podem ser demonstradas em um número significativo de pacientes com exames endoscópicos normais, questionando, assim, o que seja um trato gastrointestinal alto normal. (Grau D)
De acordo com especialistas focais, pacientes dispépticos que apresentem exame endoscópico normal, porém com achado ocasional de focos de hemorragia na lâmina própria da mucosa gástrica devem ser questionados em relação à utilização de anti-inflamatórios não esteroidais, aspirina e outros medicamentos que possam causar micro hemorragias. Não há indicação para repetição periódica da endoscopia digestiva alta apenas por esse achado.

Bibliografia Selecionada

  1. Johannessen T, Petersen H, Kleveland PM, Dybdahl JH, Sandvik AK, Brenna E, Waldum H. The predictive value of history in dyspepsia. Scand J Gastroenterol. 1990 Jul;25(7):689-97.
  2. Silva J.A. Análise dos achados endoscópicos em clínica de endoscopia no período de 1991 a 2001: avaliação crítica da contribuição da endoscopia para diagnóstico do paciente dispéptico; estudo retrospectivo [Tese]. Belo horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais, 2006. Disponível em: http://www.bibliotecadigital.ufmg.br/dspace/bitstream/handle/1843/ECJS-6XQP39/jairo_silva_alves.pdf?sequence=1. Acesso em 24 mar 2015