Contato domiciliar de paciente bacilífero previamente tratado para tuberculose tem indicação de quimioprofilaxia (tratamento para infecção latente)?

Não existe indicação de tratamento de infecção latente de tuberculose (ILTB) em pacientes tratados previamente para tuberculose.

Não é necessário realizar prova tuberculínica nesses pacientes. É importante excluir doença ativa por meio da investigação de sintomas, realização de exame de escarro e radiografia de tórax. Existem ainda duas outras situações em que não se recomenda o tratamento da ILTB: contatos de tuberculose multirresistente e gestantes. Em contatos de tuberculose multirresistente, após exclusão de tuberculose ativa, deve-se acompanhar mensalmente o paciente durante dois anos, com avaliação clínica e radiológica semestral a procura de sinais e sintomas de tuberculose. Em gestantes, recomenda-se postergar o tratamento da ILTB para após o parto, exceto em gestantes com infecção pelo HIV, para as quais se recomenda o tratamento após o primeiro trimestre.