Devemos recoletar o exame de Papanicolau se o resultado deu ausência de JEC?

A ausência de células endocervicais no esfregaço indica que a junção escamo-colunar (JEC) não foi amostrada. O patologista (laboratório) deve classificar esta amostra como inadequada e o profissional de saúde deve sempre efetuar nova coleta. A presença de células endocervicais parece ser um critério válido e conveniente para estabelecer a adequação do esfregaço para a detecção de displasias.O exame citológico com técnica de Papanicolaou é recomendado para todas as mulheres sexualmente ativas independentemente da idade. Mulheres que não tiveram atividade sexual não estão sob risco para câncer de colo e por isso não há necessidade de rastreamento para este grupo.
A coleta de citologia pode ser interrompida aos 65 anos, se há exames anteriores normais. Pacientes idosas aparentemente não se beneficiam do rastreamento, se exames anteriores foram normais repetidamente, mas cerca de 75% destas mulheres não foram submetidas regularmente a rastreamento anterior e, como o rastreamento entre estas mulheres idosas é custo-efetivo, ele deve ser recomendado.

SOF relacionadas:
  1. A demora de 30 a 40 dias no resultado do exame citopatológico de colo uterino pode determinar um prognóstico de lesões suspeitas de neoplasia intra-epitelial cervical?
  2. Como devo proceder frente a um laudo de exame citopatológico de colo de útero com metaplasia?
  3. Deve-se repetir o citopatológico quando o resultado contém apenas representação do epitélio escamoso?
  4. O que fazer quando observada uma alteração visível ao exame especular durante a coleta de citopatológico de colo uterino? Aguardar o resultado ou encaminhar à colposcopia?
  5. O que significa citólise no resultado do exame de Papanicolau (CP de colo do útero)?
  6. O que significa metaplasia escamosa imatura no resultado do Papanicolau (CP do colo de útero)?
  7. O que significa paraceratose no resultado de exame citopatológico de colo de útero?
  8. Qual a conduta para resultado de epitélio escamoso do citopatológico de colo uterino?
  9. Qual conduta em pacientes com resultado de citopatológico do cólo uterino evidenciando presença de TORULUPSIS na microbiologia?

Bibliografia Selecionada

  1. Andrade JM. Rastreamento, diagnóstico e tratamento do carcinoma do colo do útero. In: Associação Médica Brasileira; Conselho Federal de Medicina. Projeto diretrizes [Internet]. São Paulo: A associação; 2001 [citado 2009 Jul 30]. Disponível em: http://ncd.bvsalud.org/lildbi/docsonline/2/5/052-Brazil-Cacu-Prof.pdf
  2. Martin-Hirsch Pierre PL, Jarvis Gerry G, Kitchener Henry C, Lilford Richard. Collection devices for obtaining cervical cytology samples. Cochrane Database of Systematic Reviews. In: The Cochrane Library, Issue 11, Art. No. CD001036. Disponível em: <http://cochrane.bvsalud.org/doc.php?db=reviews&id=CD001036&lib=COC> Acesso em 20/janeiro/2015.
  3. Brasil. Ministério da Saúde. Sociedade Brasileira de Citopatologia. Proposta de laudo e nomenclatura dos exames citopatológicos [Internet]. Brasília: Ministério da Saúde [citado 2008 Jul 24]. (Programas e projetos. Câncer de colo uterino – conduta clínica). Disponível em: http://www.saude.gov.br