Diante da pandemia de COVID-19, como o dentista deve realizar os procedimentos com uso da alta-rotação?

Frente à pandemia da COVID-19,o atendimento odontológico deve ser realizado apenas em pacientes que requeiram urgências ou emergências odontológicas, estando todos os profissionais devidamente paramentados com EPIs (gorro, óculos de proteção, máscara N95/PFF2 ou equivalente, protetor facial, avental impermeável e luvas de procedimento). Em procedimentos onde serão gerados aerossóis, deverá ser usada a máscara que oferece maior proteção, como a N95 ou PFF2, devendo ser trocada a cada 4 horas de uso, ou no tempo orientado pelo fabricante(1,2). Caso seja imprescindível o uso de caneta de alta rotação, orienta-se planejar e realizar o atendimento no último período, para ter um maior tempo de dissipação dos aerossóis gerados e assim reduzir o risco de contaminação aos pacientes(1).

Durante o atendimento odontológico devem-se adotar medidas para minimizar a geração de aerossóis e respingos salivares e de sangue, como: colocar o paciente na posição mais adequada possível, utilizar sucção/aspiração de alta potência para reduzir quantidade de saliva na cavidade oral e estímulo à tosse, usar dique de borracha para reduzir a dispersão de gotículas e aerossóis, evitar o uso de seringa tríplice, principalmente em sua forma em névoa (spray), acionando os dois botões simultaneamente; regular a saída de água de refrigeração, sempre que possível, recomenda-se utilizar dispositivos manuais, como escavadores de dentina para remoção de lesões (evitar canetas de alta e baixa rotação) e curetas periodontais para raspagem periodontal. Não utilizar aparelhos que gerem aerossóis, como jato de bicarbonato e ultrassom.Em casos de procedimentos endodônticos, preferir expor a polpa por meio de remoção químico-mecânica do tecido acometido, e sempre que possível, utilizar isolamento absoluto (dique de borracha) e aspiração contínua(2,3). Estas recomendações são dadas pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira e da Vigilância Sanitária para atendimento odontológico da rede pública e privada.