É comum pacientes com idade avançada possuírem dentes decíduos?

Um dente decíduo sem seu sucessor permanente, no caso de agenesias, pode permanecer nos maxilares por muitos anos, entretanto é importante saber que esse dente já possui seu processo de rizólise iniciado, de continuação lenta1,2.

Os dentes decíduos possuem células geneticamente programadas para sofrerem apoptose (morte celular) após sua total formação. Assim, a apoptose promove o desaparecimento da polpa e do periodonto dos decíduos, expondo as superfícies internas e externas dos tecidos mineralizados, o que possibilita a ação de células clásticas responsáveis pela reabsorção do tecido. Esse processo é lento, e pode durar entre meses e anos1,2. Além disso, existem citocinas e fatores de crescimento que induzem a apoptose celular, acelerando o processo de rizólise. Esses mediadores encontram-se nos folículos pericoronários dos dentes permanentes que substituirão os dentes decíduos. Mas, independentemente de possuir um sucessor ou não, todos os dentes decíduos após o tempo normal de esfoliação, iniciam o processo de rizólise1,2. É fundamental saber, que nesses casos, procedimentos restauradores no decíduo remanescente no adulto, como o aumento de coroa clínica e o tratamento ortodôntico não são indicados, pois eles promovem forças exacerbadas no ligamento periodontal causando inflamação local e aumento de mediadores que aceleram o processo de rizólise1,2. Nesses casos, também é possível que uma anquilose alveolodentária ocorra, pois os restos epiteliais de Malassez estão em apoptose, o que promove a aproximação do tecido ósseo ao dente1,2. Atributos da APS   Pacientes com dentes decíduos remanescentes devem possuir acesso ao atendimento odontológico para que um acompanhamento seja realizado periodicamente para avaliar a sua condição.

Bibliografia Selecionada

1 - Consolaro A. Dentes decíduos remanescentes em adultos e sua rizólise: implicações e aplicações clínicas. Rev Clin Ortodon. 2007; 6(2):108-11. Disponível em: http://www.dentalpresspub.com/br/rcodp/v06n2/108 2  - Consolaro A. Decíduos em adultos devem ser mantidos ou não? E as células-tronco, sua preservação é justificável?. Dental Press J Orthod. 2016; 21(2):15-27. Disponível em: http://www.dentalpresspub.com/br/dpjo/v21n2/15