Como ocorre o desenvolvimento de diabetes tipo 1 e 2 no organismo humano?

O diabetes tipo 1 ocorre porque o organismo não consegue produzir insulina, um hormônio que é necessário para controlar a quantidade de glicose (açúcar) no sangue. Normalmente, a insulina é produzida pelo pâncreas para levar a glicose da corrente sanguínea para dentro das células, onde ela é quebrada para produzir energia. Nos portadores de diabetes, isto não ocorre.
A causa exata do diabetes tipo 1 não está completamente entendida, contudo, na maior parte dos casos acredita-se que se trata de um problema auto-imune. Isto quer dizer que o sistema imunológico identifica uma substância natural do organismo como sendo nociva, passando a atacá-la.
No caso do diabetes tipo 1, acredita-se que o sistema imunológico ataca as células do pâncreas, destruindo ou danificando o suficiente a ponto de parar a produção de insulina. Não se sabe exatamente o que desencadeia esse ataque imunológico, mas é possível que esteja relacionado com uma infecção viral. Também parece haver uma causa genética para a reação auto-imune que possivelmente desencadeia a doença. Por isso, pessoas que têm familiares com diabetes tipo 1 têm maior chance de desenvolver a doença.
Raramente o diabetes tipo 1 pode ser desencadeado por uma doença do pâncreas chamada pancreatite (inflamação do pâncreas) que também pode causar danos severos às células produtoras de insulina.
No diabetes tipo 2, ou o organismo não produz quantidades suficientes de insulina, ou as células do organismo não reagem adequadamente à insulina. Também é possível desenvolver a doença como resultado de ambos os mecanismos.
A causa exata do diabetes tipo 2 também não está completamente entendida, contudo, existem muitos fatores (ambientais e comportamentais) que aumentam as chances de desenvolver a doença.
Na maior parte dos casos, acredita-se que o diabetes tipo 2 esteja relacionado com excesso de gordura corporal. Nas pessoas que estão acima do peso ou obesas, as células do organismo respondem menos à ação da insulina. Isto explica porque 80% das pessoas que desenvolvem diabetes tipo 2 estão acima do peso (ou obesas) e não praticam exercício físico.
O risco de desenvolver a doença também é maior em pessoas que têm pais ou irmãos com diabetes tipo 2, ou que apresentam alterações da glicemia de jejum. Mulheres que desenvolveram diabetes durante a gravidez também têm risco aumentado.

SOF relacionadas:

  1. Como fazer o diagnóstico de pré-diabetes? E como abordar essa condição?
  2. Quais são as causas do diabetes? Que tipos de tratamentos existem? E como prevenir?
  3. Quais orientações nutricionais podem ser dadas pelos Agentes Comunitários de Saúde aos pacientes diabéticos?
  4. Como deve ser o seguimento dos pacientes diabéticos pela Equipe de Saúde da Família?
  5. Qual a importância do exercício físico para os diabéticos?