O que é demência?

Demência é o declínio geral das habilidades mentais, como memória, linguagem e raciocínio que persiste por toda a vida e pode interferir com as atividades normais da pessoa e seus relacionamentos. Pessoas com demência podem se tornar confusas, incapaz de lembrar as coisas ou perder habilidades que antes tinham, incluindo as tarefas do dia-a-dia.
Às vezes, podem não reconhecer familiares ou amigos e podem apresentar comportamento agitado. Apesar de ser mais frequente em idosos, demência não é uma consequência normal do envelhecimento.
Os principais sinais e sintomas de demência são a perda gradual e progressiva da memória, confusão mental, perda da capacidade de resolver problemas, comportamento agitado ou alucinações, perda do reconhecimento de locais familiares e perda de interesse e incapacidade de realizar as atividades habituais.
A doença de Alzheimer é a causa mais comum de demência. Pessoas com Alzheimer perdem neurônios (células nervosas) que atuam em áreas do cérebro responsáveis pelo conhecimento e pela memória. Também ocorre o depósito de substâncias anormais em algumas células do cérebro.
A causa da doença de Alzheimer é desconhecida, mas fatores de risco incluem história familiar, a presença de um gene específico, e idade avançada.
Outra causa comum, a demência vascular é geralmente causada por isquemias (“derrames”) ao longo do tempo, afetando o fluxo de sangue em áreas do cérebro relacionadas à memória e ao pensamento.
Algumas doenças neurológicas, como doença de Parkinson, podem causar demência por alterar o tecido cerebral. Sintomas idênticos aos de demência podem ser causados por muitos fatores, como medicações e doenças. Uma avaliação médica cuidadosa é importante para identificar causas tratáveis.
O diagnóstico de demência pode ajudar a pessoa e seus familiares a procurarem ajuda por recursos disponíveis. Não há cura para a doença de Alzheimer ou para a demência vascular.
Algumas medicações podem ajudar a diminuir o avanço da demência durante o tratamento. O médico pode ajudar a decidir se a medicação vale a pena. As pesquisas em demência podem ajudar na prevenção, reconhecimento precoce e tratamentos mais eficazes.

 

Bibliografia Selecionada

  1. Torpy JM, Lynm C, Glass RM. JAMA patient page. Dementia. JAMA. 2008 Nov 19;300(19):2330.