O que são e como orientar os exercícios da musculatura pélvica (Kegel)?

Os exercícios da musculatura pélvica também são conhecidos como exercícios de Kegel, são exercícios que fortalecem os músculos que controlam o fluxo de urina e fezes, auxiliando no controle de doenças como incontinência urinária e distúrbios da estática pélvica.

Situações em que os exercícios de Kegel possuem benefícios: - incontinência de esforço; - incontinência de urgência; - prolapso genital; - pós-cirurgia de câncer de próstata ou hiperplasia prostática benigna. Tanto os homens como as mulheres podem aprender a fazer os exercícios de Kegel ao parar e reiniciar o fluxo de urina. Esse exercício permite conhecer quais são os músculos corretos que devem ser contraídos, porém o exercício não deve ser realizado continuamente em todas as micções. As mulheres também podem aprender a fazer os exercícios de Kegel: - colocar um dedo dentro do canal vaginal, apertar os músculos ao redor do dedo; - ou simular estar sentada sobre um objeto e tentar “pegar” o objeto utilizando a vagina. Os homens podem aprender a fazer exercícios de Kegel apertando os glúteos, como se estivessem segurando flatos. O paciente pode fazer os exercícios em qualquer posição (sentado em uma cadeira ou deitado), não necessita realizá-los somente quando estiver no banheiro. Deve-se orientar o paciente a contrair os músculos do assoalho pélvico de 8 a 12 vezes por dia e mantê-los contraídos por 6 a 8 segundos. Os resultados podem ser observados a partir do primeiro mês, porém recomenda-se continuar o exercício por pelo menos 3 meses para avaliar a resposta.