Pode-se partir na metade um comprimido?

Não é recomendado partir um comprimido pela incerteza da dose administrada.

Ainda assim, um comprimido pode ser partido ao meio em situações específicas, respeitando as informações do produto (bula), quando: * Não há a dose indicada na prática clínica; * A dose tem que ser ajustada ao peso do paciente; * Paciente for criança ou idoso; * O comprimido é sulcado, para tanto recomenda-se usar partidores e; * O medicamento possui baixa toxicidade. Quando necessária, é uma decisão que deverá ser compartilhada entre as equipes médica, de farmácia e de enfermagem. Os profissionais envolvidos no preparo e na administração do medicamento compartilham da responsabilidade do cuidado. Comprimidos que NÃO podem ser partidos: * Comprimidos revestidos; * Cápsulas, drágeas, pílulas; * Medicação com liberação controlada; * Comprimidos redondos e lisos; * Comprimidos pequenos ou não sulcados (dificuldade de se localizar o meio com exatidão); * Comprimidos espessos ou de formato irregular; * Comprimidos de liberação entérica e; * Comprimidos de liberação incerta após a partição.