Quais as evidências de que o tratamento profilático com penicilina benzatina previne complicações em casos de linfedema de MMII?

Não há consenso sobre a utilização profilática de antibióticos, entretanto o único estudo mais recente (2006) e de melhor nível (coorte) que tentou descobrir preditores do aparecimento de erisipela utilizou a dose de 2,4 milhões de unidades a cada 14 dias. Este estudo investigou a presença de possíveis preditores de erisipela em linfedema secundário (pós-operatório) de membros superiores, mas não encontrou relação com os fatores estudados. Mesmo sob profilaxia 26% das pacientes tiveram 1 episódio de erisipela por ano.
Existem tratamentos fisioterápicos específicos, mas é necessário um fisioterapeuta que tenha experiência em Terapia Física Complexa (TFC) uma tétrade composta por drenagem linfática manual, cuidados de pele, compressão e exercícios miolinfocinéticos. (só funcionam conjuntamente).

 

 

 

Bibliografia Selecionada

  1. Vignes S, Dupuy A. Recurrence of lymphoedema-associated cellulitis (erysipelas) under prophylactic antibiotherapy: a retrospective cohort study. J Eur Acad Dermatol Venereol. 2006 Aug;20(7):818-22.