Quais as melhores estratégias para captação das gestantes no 1° trimestre de gestação?

Embora não existam estudos científicos com forte grau de evidência sobre o tema, algumas estratégias embasadas nos Manuais do Ministério da Saúde podem facilitar a captação precoce de gestantes na unidade. A captação precoce das gestantes pode ser por meio de visitas domiciliares a serem realizadas, preferencialmente, pelos agentes comunitários de saúde,  e consiste na busca ativa por mulheres que apresentam amenorréia há mais de quinze dias e na orientação quanto a importância do pré-natal.
Outra possibilidade de captação precoce da gestante na comunidade é o oferecimento do teste imunológico para gravidez (TIG), que pode ser feito pelo profissional de saúde da unidade básica. Para facilitar o acesso pode-se realizar um atendimento diferenciado para as gestantes mantendo agenda aberta sem necessidade de marcar consulta e que o profissional tenha disponibilidade para ouvir a gestante, tirar suas dúvidas e prestar os esclarecimentos necessários, mesmo que necessite dispender mais tempo na consulta.

 

Bibliografia Selecionada

  1. Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Área Técnica de Saúde da Mulher. Pré-natal e puerpério: atenção qualificada e humanizada: manual técnico. Brasília: Ministério da Saúde; 2005. (Série A. Normas e Manuais Técnicos) ; (Série Direitos Sexuais e Direitos Reprodutivos – Caderno nº 5). Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/caderno5_saude_mulher.pdf. Acesso em: 06 maio 2015
  2. Duncan BB, Schmidt MI, Giugliani ERJ. Medicina ambulatorial: condutas de atenção primária baseadas em evidências. 3a ed. Porto Alegre: Artmed; 2004.