Quais as principais orientações para evitar acidentes domésticos?

Os acidentes domésticos, em sua grande maioria, acontecem entre grupos vulneráveis, como crianças e idosos. Esses indivíduos encontram-se mais susceptíveis a quedas e queimaduras (principalmente os idosos), envenenamentos com produtos de limpeza, medicamentos ou plantas, choques, afogamentos e brinquedos considerados inseguros (frequente nas crianças). A principal orientação, portanto, é promover um ambiente seguro a fim de evitar casos de acidentes em casa 1,2 .

De modo geral, o ambiente ocupado por crianças e idosos deve ter poucos adornos e tapetes. Idealmente, os móveis precisam ter cantos arredondados e, se possível, recomenda-se evitar móveis com vidro. O risco com choques e queimaduras elétricas pode ser minimizado se os fios forem mantidos presos ou embaixo de móveis e as tomadas fechadas. É sugerido que grades ou portões de proteção no topo e na base das escadas sejam utilizados. Também é importante não deixar objetos espalhados ao longo das escadas, manter os corredores iluminados de dia e à noite e colocar piso antiderrapante, livrando objetos que possam atrapalhar a circulação 1,2 .

Dentre as orientações voltadas para os cuidados específicos com as crianças, destacam-se: manter materiais de limpeza e medicamentos em locais altos, evitar plantas em locais baixos ou em locais de fácil acesso, manter piscinas com grades seguras e baldes/bacias secos 3 . Já os domicílios onde residem idosos, considera-se atentar para o grau de limitação dos mesmos, uma vez que há possibilidades de necessitar de fixar corrimãos. Além disso, é indispensável manter a boa iluminação dos ambientes e o piso sempre seco. As camas devem ter altura ideal para a segurança do idoso, os sapatos e chinelos sempre em boas condições, mante, instalar barras de apoio no banheiro para que o idoso não precise se agarrar na pia para levantar do vaso e possa também tomar banho sem se recostar na parede molhada 4 .