Quais as recomendações devem ser dadas para pais de crianças portadoras de fenda palatina?

Há evidências de que crianças portadoras de fissura labial ou palatina apresentam retardo no crescimento quando comparadas a crianças sem fissuras/fendas (Grau A). Não foi encontrada nenhuma evidência para avaliar o uso de qualquer tipo de recomendação materna e/ou suporte a essas crianças.
Encontramos uma revisão sistemática (Grau A) que avaliou os efeitos de intervenções na alimentação de crianças portadoras de fissura labial e/ou palatina no crescimento e desenvolvimento das crianças bem como a satisfação dos pais. Foram incluídos nessa revisão sistemática 4 Ensaios Clínicos Randomizados (ECR) num total de 232 crianças de 0 a 6 meses de idade. Dois dos quatro ECR compararam alimentação em mamadeira rígida com flexível/elástica, um ECR comparou aleitamento materno versus alimentação com uso de colheres e outro comparou o uso de placa maxilar com não uso da mesma. Não foi encontrada diferença estatisticamente significativa ao se comparar os diferentes tipos de mamadeiras. Também não se observou diferença entre as crianças que utilizaram placa maxilar e as que não utilizaram em relação ao desfecho. Uma diferença estatisticamente significativa em peso após seis semanas de cirurgia foi encontrada a favor das crianças que foram amamentadas no seio quando comparadas as crianças que receberam leite com uso de colheres, essa evidência ainda é fraca.

 

 

 

Bibliografia Selecionada

  1. Glenny Anne-Marie, Hooper Lee, Shaw Bill C, Reilly Sheena, Kasem Sabina, Reid Julie. Feeding interventions for growth and development in infants with cleft lip, cleft palate or cleft lip and palate. Cochrane Database of Systematic Reviews. In: The Cochrane Library, Issue 3, Art. No. CD003315. Disponível em: http://cochrane.bvsalud.org/doc.php?db=reviews&id=CD003315. Acesso em: 02 junho 2015