Quais informações os Agentes Comunitários de Saúde podem repassar em relação a alimentação de pacientes com Diabetes Mellitus?

Para melhor efetuar as orientações básicas para uma alimentação saudável, é preciso antes colher a história alimentar do indivíduo para detectar problemas que mereçam maior ênfase. Esta tarefa, em especial para o paciente com Diabetes Melitus (DM), deve ser realizada por profissional de saúde capacitado, como nutricionista, médico ou enfermeiro, conforme realidade local.
No entanto, conhecimentos gerais a respeito de uma alimentação mais adequada para o paciente com DM, devem ser de conhecimento de todos. Os agentes comunitários de saúde têm papel fundamental, como multiplicadores, neste processo educativo.
As orientações alimentares para o paciente com DM em muito se assemelham às de uma alimentação saudável para qualquer adulto. A seguir citamos as principais recomendações para um plano alimentar diário:
1. Ingerir à vontade verduras e legumes, crus e cozidos. Evitar frituras.
2. Ingerir uma a três frutas por dia (frescas, secas, cozidas ou em suco).
3. Ingerir porções razoáveis do seguintes alimentos: pão, arroz, feijão, lentilha, ervilha, cevada, grão-de-bico, milho, massa, polenta, batata, aipim.
4. Não exagerar, pois são alimentos ricos em carboidratos – principalmente a batata.
5. Complementar com alimentos como: carne magra (100-200 gr), leite desnatado (1-3 copos) e queijo magro (2-6 fatias).
6. Adicionar com moderação: Gorduras – óleo vegetal, manteiga, margarina, requeijão cremoso, creme de leite; Evitar frituras e dar preferência ao óleo vegetal; Sal (0-3 colheres rasa por/dia). Importante frisar que embutidos, conservas e carnes secas geralmente são ricos em sal.
7. Açúcar e alimentos açucarados (doces, sobremesas, refrigerantes, mel, etc) devem ser evitados.
8. Preferir: Água ou chás no lugar de refrigerantes e sucos doces; Frutas em lugar de doces em geral; Alimentos ricos em fibra: feijão, ervilha, farelo de trigo, aveia, frutas naturais ou secas; Óleo de canola, oliva e soja no lugar de manteiga e outras gorduras sólidas; Peixes e mariscos em geral; Alimentos com soja; Temperos variados, dando menos ênfase ao sal (alho, limão vinagre, pimenta, cebolinha).
9. Evitar:
– Sobremesas e refrigerantes com açúcar. O uso de adoçantes artificiais é uma alternativa;
– Bolachas e biscoitos;
– Alimentos com muita gordura, especialmente com gorduras sólidas: frituras, carne gorda, banha, nata, toucinho, manteiga, creme de leite, pele de galinha, carne de porco e embutidos;
– Alimentos salgados como enlatados, carnes secas, azeitonas, queijo, margarina ou manteiga com sal, sopas industrializadas;
– Ingestão excessiva e bebidas alcoólicas como cerveja, vinho, licores, aguardentes,etc.

Uma alimentação saudável também implica em distribuí-la adequadamente ao longo do dia. O ideal é que o paciente com DM faça ao menos cinco refeições diárias e não fique grandes períodos em jejum.
É importante frisar que as orientações alimentares devem também estar visando atingir um peso corporal adequado para sua estatura.

 

SOF Relacionada: 1- Quais orientações nutricionais podem ser dadas pelos Agentes Comunitários de Saúde aos pacientes diabéticos?

Bibliografia Selecionada

  1. Schmidt MI, Repetto G, Casagrande DS. Orientações para mudanças alimentares do adulto. In: Duncan B, Schmidt MI, Giugliani E. Medicina ambulatorial: condutas de atenção primária baseada em evidências. 3a ed. Porto Alegre: Artmed; 2004. p. 657-68