Quais os cuidados com a saúde bucal do idoso que o ACS deve passar durante visita domiciliar?

Inicialmente, o ACS deve estar atento para ocorrências de sinais e sintomas que chamam a atenção e que podem indicar a necessidade de avaliação pela equipe de saúde bucal, tais como (Brasil, 2006):

  • Dificuldade ao se alimentar, tanto durante a mastigação como ao engolir os alimentos;
  • Queixa de dor ou desconforto;
  • Queixas no momento da higiene oral;
  • Resistência ou recusa à realização da sua higiene bucal;
  • Mau hálito;
  • Boca seca ou ardência bucal;
  • Feridas na boca;
  • Sangramento gengival.

Para as orientações em domicílio, sugiro que sejam realizadas para o idoso e cuidador. Desta foram, as principais orientações estão relacionadas:
a) Higiene Oral: Escovação com creme dental com fluo e uso do fio dental após as refeições. Quando necessário, solicitar ajuda de familiares ou cuidadores no processo de higienização;
b) Dieta: Lembrar que uma alimentação rica em sacarose (açúcar) é fator de risco para desenvolvimento de cárie e outras doenças. Buscar conhecer os hábitos alimentares dos usuários para, em conjunto com a equipe de saúde, construir uma proposta de alimentação com “menos açúcar”;
c) Higiene da Prótese Dentária: A limpeza das próteses totais e parciais deve ser feita após cada refeição, com a utilização de escova e sabão neutro. O uso de creme dental deve ser evitado por conter agentes abrasivos e causar desgaste à resina da prótese. Em relação às próteses totais (dentaduras), uma ou duas vezes por semana, deve-se mergulhar a prótese durante 15 minutos em solução contendo 220 ml de água e uma colher (chá) de hipoclorito de sódio a 2% (Saliba et al., 2001).  Para a higiene das gengivas, orienta-se massagem dos mesmos com gaze úmida. Se a prótese estiver machucando, orientar consulta com equipe de saúde bucal;
d) Cárie e Doenças da Gengiva: Orientar higiene bucal e uso do fio dental. Em caso de dor de dente e sangramento da gengiva, orientar consulta com equipe de saúde bucal;
e) Sensação de Boca Seca: Recomendar o uso de gomas de mascar ou balas sem açúcar para aumentar a salivação e aumento do consumo de água (muitas pessoas não tomam água em quantidade adequada).

Sugestões de promoções de saúde oportunas
O acompanhamento longitudinal da saúde bucal dos idosos deve ser estimulado nas equipes de ESF.