Quais riscos ao paciente da associação de Clopidogrel 75 mg com Atorvastatina? Em qual concentração de Atorvastatina pode ocorrer interação medicamentosa?

As estatinas metabolizadas pela isoenzima CYP3A4 do citocromo P450 (sinvastatina, atorvastatina e lovastatina) parecem interferir na ação antiplaquetária do clopidogrel, mas não está clara sua significância clínica. É possível que o clopidogrel afete o metabolismo de algumas estatinas 1.
Alguns estudos revelaram que as estatinas metabolizadas pela isoenzima CYP3A4 do citocromo P450 podem reduzir a atividade antiplaquetária do clopidogrel, em particular no início do tratamento; porém segundo estudos retrospectivos não há evidências clínicas de uma menor eficácia do clopidogrel 2, 3.
Além disso, os estudos realizados são difíceis de comparar porque a função plaquetária é determinada através de diferentes técnicas, e outros se baseiam na evolução clínica com durações variáveis de tratamento e valorações finais distintas.
É provável que doses mais baixas de estatinas não interajam com o clopidogrel. Faltam estudos prospectivos para determinar se a interação é clinicamente significativa 1.
A consulta a base de dados do Micromedex, na seção “interactions” não demonstrou a interação entre os fármacos. A consulta a monografia isolada do clopidogrel 4, 5 não indica interação com as estatinas.

SOF relacionadas:

  1. Que opções de tratamento da hipercolesterolemia quando contraindicado o uso de sinvastatina?
  2. Quais as evidências dos benefícios versus efeitos adversos para o uso de sinvastatina para dislipidemia em idosos?
  3. Como manejar a interação entre anlodipino e sinvastatina?
  4. Qual seria a estatina mais indicada e compatível com os recursos do setor público (SUS), a ser empregada em pacientes com glicemia aumentada?
  5. O uso de Sinvastatina pode apresentar eventos hemorrágicos como um de seus efeitos adversos?
  6. Há diferenças entre doses (alta vs baixa) de estatinas para prevenção primária de doenças cardiovasculares? E para prevenção secundária? Quais as doses estudadas e recomendadas?
  7. A sinvastatina é a estatina mais adequada a ser empregada no SUS?
  8. Pacientes com níveis elevados de colesterol e triglicerídeos devem ser tratados com fibrato associado a estatinas ou usar apenas o fibrato? Depois de quanto tempo de tratamento repetir os exames para acompanhamento?

Bibliografia Selecionada

  1. Baxter K. Antiagregantes plaquetarios y trombolíticos. In: Baxter K (org). Stockley Interacciones farmacológicas. 2a ed. Barcelona: Pharma editores; 2007. p. 132.
  2. Polena S, Gupta MP, Shaikh H, Zazzali K, Coplan N, Gintautas J, Labana SS, Soffer D Platelet aggregation inhibition in patients receiving statins either fully or partially metabolized by CYP3A4. In: The Cochrane Library, Issue4, 2010. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/19544679 Acesso em: 6 jul 2010.
  3. Malmström RE, Ostergren J, Jørgensen L, Hjemdahl P, CASTOR investigators. Influence of statin treatment on platelet inhibition by clopidogrel – a randomized comparison of rosuvastatin, atorvastatin and simvastatin co-treatment. In: The Cochrane Library, Issue4, 2010. Disponível em: http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/j.1365-2796.2009.02119.x/epdf Acesso em: 6 jul 2010.
  4. Atorvastatin. In: DRUGDEX® System [Internet]. Greenwood Village, Colo: Thomson Reuters (Healthcare) Inc. Updated periodically [cited 2010 Jun 30]. Disponível em: http://www.thomsonhc.com. Acesso em: 6 jul 2010.
  5. Clopidogrel. In: DRUGDEX® System [Internet]. Greenwood Village, Colo: Thomson Reuters (Healthcare) Inc. Updated periodically [cited 2010 Jun 30]. Disponível em: http://www.thomsonhc.com. Acesso em: 6 jul 2010.