Quais são as formas para identificar o vírus do sarampo nos exames solicitados?

O vírus do sarampo pode ser identificado na urina, nas secreções nasofaríngea e orofaríngea, no sangue, no líquor ou em tecidos do corpo (óbito); contudo, no protocolo do Ministério da Saúde (MS), realiza-se a pesquisa para detecção viral em amostras de orofaringe, nasofaringe e urina, pela técnica de reação em cadeia da polimerase (PCR)(1).

Os anticorpos IgM (infecção aguda) e IgG (infecção passada e vacinação) são identificados em amostras de soro, e a detecção viral em amostras de urina e swabs combinados da orofaringe e da nasofaringe(1).

A identificação viral tem a finalidade de conhecer o genótipo do vírus, diferenciar um caso autóctone de um caso importado e diferenciar o vírus selvagem do vacinal. Para isso, as amostras devem ser coletadas até o 7º dia a partir do início do exantema – preferencialmente, nos 3 primeiros dias(1).