Quais são os sintomas que apresentam os pacientes que possuem doença de Alzheimer?

A doença de Alzheimer é a forma mais comum de demência. É uma doença progressiva, agravando-se com o passar do tempo. Infelizmente não existe cura, apesar de existirem tratamentos que podem reduzir a velocidade de progressão da doença.
É muito difícil diagnosticar o Alzheimer no início do quadro, pois muitos dos sintomas se assemelham com manifestações de outras doenças.
Nenhum caso de Alzheimer é igual ao outro, pois pessoas diferentes reagem de maneiras diferentes à doença. Contudo, geralmente existem três estágios da doença: leve, moderado e severo.
No estágio leve, alguns sintomas são: confusão, dificuldade de memória e esquecimento, mudanças de humor e problemas na fala. Esses sintomas são resultado de uma perda gradual da função cerebral. A primeira parte do cérebro que começa a deteriorar é freqüentemente a que controla a memória e a fala.
À medida que a doença progride para o estágio moderado, também pode causar: alucinações, comportamento obsessivo ou repetitivo, sono conturbado, incontinência e muitas vezes a pessoa com Alzheimer pode passar a acreditar que fez ou presenciou coisas que na verdade nunca aconteceram.
A pessoa portadora da doença pode ter dificuldades em lembrar-se de coisas que aconteceram há muito pouco tempo. Problemas com a linguagem e com a fala também podem se desenvolver neste estágio. Isto faz com que o paciente se sinta muito frustrado e deprimido, desenvolvendo grandes oscilações de humor.
Uma pessoa com a doença de Alzheimer que progrediu para o estágio severo fica muito desorientada e demonstra sinais de muita confusão mental. Neste estágio as alucinações são mais freqüentes e intensas.
As pessoas com a doença podem pensar que estão sentindo cheiros, escutar ou ver coisas que não existem ou acreditar que alguém lhe roubou ou lhe atacou quando na verdade nada aconteceu. Isto pode ser muito estressante para amigos e familiares, assim como para a pessoa com Alzheimer.
As alucinações costumam serem piores à noite, e a pessoa com a doença pode ficar agressiva ou muito desconfiada das pessoas que a cercam. Neste estágio, surgem outros sintomas como: dificuldade de deglutição, dificuldade de movimentação, perda de apetite e de peso, maior chance de desenvolver infecções e perda completa da memória.
É neste estágio que a maior parte das pessoas com Alzheimer vai necessitar de cuidados em tempo integral (1).