Quais temas da odontologia podem ser abordados em um grupo de hipertensos?

A educação em saúde bucal deve fornecer instrumentos para fortalecer a autonomia dos usuários na condução de seus hábitos. Sua finalidade é difundir elementos, respeitando a cultura local, que possam contribuir com o empoderamento dos sujeitos coletivos, tornando-os capazes de autogerirem seus processos de saúde-doença, sua vida, com vistas à melhoria da sua qualidade de vida. (1)
Em geral, o conteúdo para as ações educativas coletivas deve abordar: as principais doenças bucais, como se manifestam e como preveni-las; a importância do autocuidado, da higiene bucal, da escovação com dentifrício fluoretado e o uso do fio dental; as orientações gerais sobre alimentação saudável; a orientação para auto-exame da boca; a prevenção à exposição ao sol sem proteção e a prevenção ao uso de álcool e fumo. (1)
O único material encontrado na literatura que fornecia sugestões de temas de saúde bucal para grupo de hipertensos foi o Protocolo de Saúde Bucal do Estado de São Paulo, sendo que recomendava abordar, além da higiene bucal, questões referentes a alimentação saudável e às alterações bucais que podem ocorrer decorrentes das medicações usadas pelos pacientes. (2)
Em relação a orientações para uma alimentação saudável, deve-se educar não apenas para o controle na ingestão de açúcares. Também devem ser fornecidas orientações sobre redução do peso, caso haja obesidade, restrição de álcool, cafeína e sódio nas refeições. Além disso, incentivar a interrupção do tabagismo, a realização de exercícios físicos e técnicas de relaxamento quando o estresse estiver associado.
O tema sobre tabagismo pode ser abordado como um fator de risco comum para doenças cardiovasculares e doenças bucais, como câncer e doença periodontal. (3) O tabagismo é um fator de risco que pode favorecer o aparecimento da hipertensão e/ou contribuir para o aumento dos riscos de complicações ateroscleróticas, agravando o prognóstico e dificultando o tratamento. (4)
A hipertensão arterial constitui-se em um importante fator de risco para doenças cardiovasculares e estudos têm sugerido uma associação entre doenças cardiovasculares e doença periodontal, sendo que a Academia Americana de Periodontia (5) afirma que o tratamento periodontal pode prevenir o começo e progressão de arterosclerose (doença vascular progressiva).
Dessa forma orientações sobre a etiologia, patogenia, prevenção e tratamento da doença periodontal em grupos de hipertensos deve ser considerada.