Qual a diferença entre anemia e leucemia?

Apesar de os dois problemas ocorrem no sangue, anemia e leucemia são bem diferentes.
Anemia é o nome que se dá quando ocorre uma diminuição das nossas células vermelhas do sangue, as chamadas hemácias ou eritrócitos. São essas células que transportam o oxigênio vindo dos pulmões para todos os outros órgãos. Possui 3 causas básicas: pouca produção de hemácias pela medula, muita destruição de hemácias pelo corpo e perda de hemácias e ferro através de sangramentos.
É importante salientar que anemia não é uma doença, é um sinal de doença. Como as hemácias são as células transportadoras de oxigênio do nosso corpo, a falta delas leva aos sintomas de uma oxigenação deficiente dos nossos tecidos. O principal é o cansaço. A anemia pode ser tão grave que tarefas simples como pentear o cabelo ou mudar de roupa tornam-se extenuantes. Outro sinal é a palidez da pele, muitas vezes identificada até por leigos. Ainda pode haver palpitações, falta de ar, dor no peito, sonolência, tonturas e pressão baixa.
Anemia não causa, nem vira leucemia ou qualquer outro tipo de câncer, mas pode ser um sinal da existência deles (1).
O termo leucemia é utilizado para descrever uma variedade de tipos de câncer que são originados nos tecidos que formam o sangue, na medula óssea. Medula óssea é uma substância viscosa (popularmente chamada de tutano) localizada dentro dos maiores ossos do corpo humano, onde ficam as células-tronco, responsáveis pela produção de glóbulos vermelhos, brancos e plaquetas, que compõem o sangue.
Na leucemia, a medula óssea produz uma grande quantidade de glóbulos brancos doentes, ou imaturos, também chamados de blastos, que ficam impossibilitados de cumprirem sua função normal.
Quando as células leucêmicas começam a se infiltrar na medula, a produção de glóbulos vermelhos saudáveis, plaquetas e glóbulos brancos diminui. Com a diminuição no número de células normais, os sintomas aparecem. Uma baixa contagem de glóbulos vermelhos causa anemia, fadiga e palidez. Uma quantidade abaixo do normal de plaquetas pode resultar em hemorragias e hematomas. E a deficiência de glóbulos brancos saudáveis faz com que o corpo não tenha como se defender de infecções, vírus e bactérias.
A leucemia pode se desenvolver em adultos e crianças, homens e mulheres. Assim como outros tipos de câncer, ela não é contagiosa. Não se “pega” leucemia, a doença surge através de um desequilíbrio nas células que formam o sangue. Ainda não são conhecidas todas as causas para o surgimento da doença, mas alguns indícios que podem aumentar a probabilidade de seu desenvolvimento: exposição a determinadas substâncias (como por exemplo o benzeno) ou radiações, quadros de anemia grave e predisposição genética são alguns destes fatores (2).