Qual a diferença entre herpes labial e herpes genital?

O herpes é uma doença infecciosa muito contagiosa, recorrente, geralmente benigna, causada por dois vírus da família dos Herpes viridae [Herpes simplex vírus 1 (HSV-1) e Herpes simplex vírus 2 (HSV-2)]. É característica destes vírus infectar algumas células de forma lítica causando lesão (com destruição da célula) como nos epitélios (células da pele e das mucosas) e outras de forma latente (sem atividade destrutiva) como em neurônios (células do sistema nervoso) de onde são reativados (por fatores vários como exposição ao sol, febre, período menstrual, traumatismo, estresse, uso de determinados medicamentos ou situações de redução da resistência física) voltando a infectar de forma lítica as células sensíveis causando nova doença. Os intervalos das recaídas são de espaçamento variado, acredita-se que estes vírus permaneçam em nosso organismo por toda a vida.
A transmissão do vírus se faz preferentemente por contato direto pessoa – pessoa, mesmo que não haja lesão ativa. A infecção através de objetos pode existir, mas é menos comum. O tempo que medeia entre o contato e os sintomas iniciais (período de incubação) é estimado em duas semanas. Em torno de 90% das pessoas tiveram ou terão contato com o HSV-1 e cerca de 20% com o HSV-2.
O que diferencia o herpes labial do herpes genital é o local de acometimento do vírus, indicado pelo próprio nome, e o tipo de vírus envolvido. O herpes labial, assim como a gengivo-estomatite herpética e a faringite herpética, provocam lesões ao redor da boca e são causados na maioria das vezes pelo HSV 1. O herpes genital, provoca lesões na uretra, vagina, pênis e colo do útero e está geralmente associado ao HSV 2.
A prevenção do herpes labial deve ser feito evitando o contato com lesões evidentes. Para aqueles que já tiveram herpes deve-se procurar identificar e evitar os desencadeantes de surtos recorrentes. Como exemplo cita-se a exposição solar exagerada, através do uso de protetor solar.
O herpes genital pode ser prevenido com o uso de preservativos e evitação de múltiplos parceiros.