Qual a melhor estratégia para aumentar a adesão de pacientes com doenças crônicas em grupos de promoção de saúde?

Não foi encontrado nenhuma revisão sistemática ou estudo de intervenção que aborde estratégias para aumentar a adesão a grupos de promoção saúde em pacientes portadores de doenças crônicas.
Em um estudo descritivo onde foram analisados 66 pacientes diabéticos que faziam acompanhamento em um hospital de grande porte que dispunha de grupo de educação para diabéticos, falta de interesse, horário inadequado e falta de transporte foram os principais motivos para não participação das atividades educativas1.
Apesar da ausência de estudos que permitam indicar qual a melhor estratégia para melhorar a adesão de indivíduos com doenças crônicas a grupos de promoção à saúde, sugere-se que sejam levados em conta fatores como:

  • realização de encontros em local agradável e de fácil acesso;
  • realização de dinâmicas de grupo que atraiam a atenção dos participantes, em geral fazendo com que participem ativamente e não sejam meros espectadores;
  • abordagem de temas variados, respeitando a vontade dos participantes;
  • horário adequado;
  • divulgação ampla das atividades de grupo, seja através de consultas individuais, “salas de espera”, cartazes na unidade de saúde e na comunidade ou através da divulgação de casa em casa pelos agentes comunitários de saúde.