Qual a relação existente entre as hepatites A, B e C?

A principal característica em comum entre as hepatites A, B e C é que todas são causadas por vírus que têm predileção pela infecção das células hepáticas. As hepatites B e C também compartilham do potencial de cronificação e das formas de transmissão – parenteral, sexual, uso comum de objetos contaminados (agulhas, seringas, lâminas de barbear, escovas de dente, alicates de manicure), utensílios para colocação de piercing e confecção de tatuagens e outros instrumentos usados para uso de drogas injetáveis e inaláveis.
Há também o risco de transmissão através de acidentes perfurocortantes, procedimentos cirúrgicos e odontológicos e hemodiálises sem as adequadas normas de biossegurança.
Os vírus das hepatites B e C possuem também a via de transmissão vertical (da mãe para o bebê).

 

SOF relacionadas:
  1. Como se transmite e quais os sintomas das hepatites A, B e C?
  2. Que orientações o Agente Comunitário de Saúde pode fornecer à comunidade visando à prevenção das hepatite A, B e C?

Bibliografia Selecionada

  1. Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Guia de vigilância epidemiológica. 6a ed. Brasília: Ministério da Saúde; 2005. (Série A. Normas e Manuais Técnicos)