Qual a sensibilidade e especificidade da radiografia de seios da face e da tomografia computadorizada para diagnóstico de sinusite aguda?

Foi encontrada uma única revisão sistemática1 que buscou comparar os diversos exames diagnósticos para sinusite , incluindo Radiografia simples (RX) e Tomografia Computadorizada (TC). No entanto, esta revisão não encontrou nenhum estudo de qualidade que avaliasse sensibilidade e especificidade da TC para diagnóstico de sinusite. Neste mesmo estudo, RX de seios da face apresentou sensibilidade e especificidade moderadas (76% e 79% respectivamente). O autor conclui que o tratamento baseado em critérios clínicos é tão acurado e mais custo-efetivo que aquele baseado nos dados do RX de seios da face.
A TC de seios da face, embora mais sensível para detectar alterações da mucosa dos seios da face, não é capaz de diferenciar sinusite bacteriana de viral e, comumente, pode mostrar alterações da mucosa em indivíduos saudáveis2. Desta forma, torna-se pouco específica para o diagnóstico de sinusite bacteriana. Sua indicação fica restrita a casos em que há necessidade de definir a anatomia óssea visando planejamento cirúrgico, em casos de dúvida diagnóstica (exclusão de neoplasia) ou para avaliação de complicações de um quadro de sinusite com sinais e sintomas de redução da acuidade visual, diplopia, edema periorbital, dor severa ou alteração do estado mental 2,3.
A TC, acima de tudo, é útil para refutar o diagnóstico de sinusite.

SOF relacionadas:
  1. Deve-se recomendar o uso de irrigação nasal com soro para tratamento da rinossinusite?
  2. O que é sinusite? Quais suas causas e sintomas?