Qual classe medicamentosa apresenta melhores resultados para pacientes adultos com Diabetes mellitus tipo 2: Biguanida (Metformina) ou Sulfuniluréia?

Conforme Revisão Sistemática publicada pela Biblioteca Cochrane, o tratamento do Diabetes Mellitus tipo 2 (DM2) com Metformina, comparada com uso de sulfuniluréias, foi mais eficaz para redução de “qualquer desfecho clínico relacionado com DM2″ (RR=0,74) (morte súbita, morte por hiperglicemia ou hipoglicemia, infarto agudo do miocáriodo fatal ou não fatal, angina, insuficiência cardíaca, acidente vascular cerebral, insuficiência renal, amputação – de pelo menos um dedo, hemorragia vítrea, retinopatia que necessitou fotocoagulação, cegueira em um olho ou cirurgia de catarata) e para redução da mortalidade por qualquer causa (RR=0,68).
Quando avaliados desfechos secundários, a metformina também foi discretamente superior que as sulfuniluréias no controle dos níveis glicêmicos (glicemia de jejum e hemoglobina glicosilada), na redução dos níveis de LDL e controle do Índice de Massa Corporal. (Grau A)
No que diz respeito aos efeitos colaterais, houve uma pequena predominância de diarréia no grupo da metformina, enquanto o grupo das sulfuniluréias apresentou maior incidência de episódios de hipoglicemia.
Conclui-se que a Metformina tem indicação precisa como droga de primeira escolha para paciente com DM2, salvo contra-indicações, uma vez que é capaz de prevenir alguns eventos de complicações macrovascular e microvascular, além da mortalidade.

 

Bibliografia Selecionada

  1. Saenz Antonio, Fernandez-Esteban Inmaculada, Mataix Angel, Ausejo Segura Monica, Roqué i Figuls Marta, Moher David. Metformin monotherapy for type 2 diabetes mellitus. Cochrane Database of Systematic Reviews. In: The Cochrane Library, Issue 3, Art. No. CD002966. Disponível em: http://cochrane.bvsalud.org/doc.php?db=reviews&id=CD002966&lib=COC. Acesso em: 10 agosto 2009.