Qual deve ser a conduta de seguimento dos casos de COVID-19 em relação à cura? Deve ser realizado novamente o RT-PCR para confirmar a cura?

Segundo protocolo do Ministério da Saúde, não há a necessidade de realizar nenhum exame para confirmar a cura de pacientes acometidos pela COVID-19. O período de 14 dias a partir do início dos sintomas é suficiente para que o organismo se cure.

Os testes para COVID-19 devem ser utilizados com critérios específicos de diagnóstico e não de marcador de imunidade ou cura.O teste imunológico positivo pode ser utilizado como marcador de imunidade contra o SARS-CoV-2, ou seja, caso a pessoa apresente novo quadro de síndrome gripal nos próximos meses, ao parecer muito pouco provável que se trate de COVID-19.(1)

O critério de alta para o paciente com COVID-19 é cumprir o período de 14 dias de isolamento domiciliar a partir do início dos sintomas e isso não afasta a necessidade de manter o distanciamento social.

Casos leves: Monitoramento por telefone, a cada 24h em pessoas com mais de 60 anos e portadores de condições clínicas de risco e a cada 48h nos demais, até completar 14 dias do início dos sintomas. Caso seja necessário, realizar atendimento presencial, idealmente no domicílio.(1)   Casos graves: Isolamento domiciliar após a alta, até completar 14 dias após início dos sintomas. Monitoramento por telefone, a cada 24h em pessoas com mais de 60 anos e portadores de condições clínicas de risco e a cada 48h nos demais. Caso seja necessário, realizar atendimento presencial, idealmente no domicílio.(1)   Caso o contato inicie com sintomas e seja confirmada síndrome gripal, deverão ser iniciadas as precauções de isolamento para paciente, o caso notificado e o período de 14 dias deve ser reiniciado mas se não o período de isolamento é de 14 dias a partir do início dos sintomas do caso base.(1) O acompanhamento das pessoas de contato é muito importante.