Qual é a conduta profissional frente a lesões de mancha branca em dentição de bebês até três anos?

Crianças até três anos de idade que apresentam lesões de mancha branca são consideradas de alto risco para a doença cárie. Neste caso, o tratamento proposto é a escovação com dentifrício fluoretado, duas vezes ao dia, a investigação sobre o acesso à água fluoretada e a aplicação de produtos de uso profissional a cada três meses(1). Vale ressaltar que a utilização da quantidade de um grão de arroz cru e com a concentração de pelo menos 1.000 ppm de flúor para crianças até 3 anos(2). Além disso, é importante a realização de orientação da família quanto aos hábitos dietéticos, horários para alimentação, cuidados com a higiene bucal e ao próprio desenvolvimento da doença cárie, para que se entenda a mancha branca como a manifestação inicial da doença.

Com relação aos produtos de uso profissional, muitos protocolos com excelentes resultados têm sido propostos com o intuito de paralisar as lesões de mancha branca de cárie O verniz fluoretado tem sido bastante utilizado nos programas de fluorterapia em clínicas de bebês devido a alguns fatores, como: boa aceitação pela maioria dos pacientes, maior segurança em termos de toxicidade aguda, pouco tempo de cadeira odontológica e baixo custo(7). A aplicação do verniz fluoretado deve ser realizada de preferência logo após as refeições, já que é recomendado que os pacientes tenham alimentação leve e líquida após a aplicação. Orienta-se que o paciente não escove os dentes por 12 horas após a aplicação do verniz. A frequência de aplicação normalmente recomendada varia de 3 meses a 6 meses, dependendo dos fatores de risco individuais, como risco e atividade de cárie(7).   Atributos da APS Garantir o acompanhamento odontológico das crianças na Atenção Primaria à Saúde (APS), visando a prevenção e o tratamento de possíveis doenças bucais já instaladas. A Estratégia da Saúde da Família é um importante espaço para as ações de educação e prevenção em saúde bucal.