Qual é a medicação indicada para a gestante com síndrome gripal no contexto da pandemia do novo coronavírus?

Preconiza-se a prescrição de Oseltamivir para todas as gestantes com quadro de Síndrome Gripal, devendo ser classificadas com base nos critérios dos protocolos do Ministério da Saúde.

Infecções respiratórias de etiologia viral, SARS-Cov e MERS-Cov, em 2002 e 2012, respectivamente, além da pandemia associada ao vírus influenza HIN1, tiveram como característica grande número de desfechos adversos em gestantes. Porém, até o atual estado de conhecimento, não há associação da SARS-CoV-2 com risco de maior gravidade em gestantes. Os casos descritos na literatura científica, em sua maioria, eram mulheres na 2ª metade da gestação, tiveram quadro clínico parecido ao observado em adultos não gestantes, como também taxas semelhantes de complicação e de evolução para casos graves.

Enfatiza-se a continuidade das ações de cuidado ao pré-natal e rastreamento e isolamento domiciliar de casos suspeitos de síndrome gripal. Acresce-se orientação às gestantes e suas famílias quanto aos cuidados para se evitar aglomerações e para realizar adequada higiene das mãos e do ambiente.