Qual o procedimento adequado no combate às escaras em paciente com sequela de AVC?

O aspecto mais importante no manejo da úlcera de pressão (escara) é procurar prevenir seu surgimento1.
O Agente Comunitário de Saúde pode ter papel fundamental na disseminação da informação de como realizar esta prevenção, orientando tanto pacientes como cuidadores.
Abaixo, reprodução da resposta à pergunta “Como orientar os cuidadores de pacientes acamados na prevenção de úlceras de decúbito?“, retirado do site do Telesaúde RS2
Como orientar os cuidadores de pacientes acamados na prevenção de úlceras de decúbito?

  • Estimule a pessoa cuidada a mudar de posição pelo menos a cada 2 horas. À noite, o cuidador pode mudar a pessoa de posição quando acordar a pessoa cuidada para dar medicação, ou fazer outro cuidado.
  • Ao mudar a pessoa de lugar ou de posição, faça isso com muito cuidado, evitando que a pele roce no lençol ou na cadeira, pois a pele está muito fina e frágil e pode se ferir. Mantenha a roupa da cama e da pessoa bem esticada, pois as rugas e dobras da roupa podem ferir a pele.
  • Se a pessoa cuidada fica a maior parte do tempo em cadeira de rodas ou poltrona, é preciso ajudá-la a aliviar o peso do corpo sobre as nádegas, da seguinte maneira: Se a pessoa tem força nos braços: oriente a pessoa cuidada a sustentar o peso do corpo ora sobre uma nádega, ora sobre a outra. Se a pessoa não consegue se apoiar nos braços: o cuidador deve ajudá-la a se movimentar.
  • Alguns apoios podem ajudar a pessoa a se segurar e mudar de posição sozinha podem ser comprados ou improvisados em casa: barras de apoio para cabeceiras da cama, no teto do quarto, faixas de pano amarradas na cabeceira, nas laterais ou nos pés da cama ajudam a pessoa a levantar ou mudar de posição na cama.
  • O colchão de espuma tipo “caixa de ovo” ou piramidal ajuda a prevenir as escaras, pois protege os locais do corpo onde os ossos são mais salientes e ficam em contato com o colchão ou a cadeira.
  • Quando a pessoa não consegue controlar a saída de urina e/ou fezes, é necessário proteger o colchão com plástico, apenas na região das nádegas, e por cima do plástico colocar um lençol de algodão (chamado de móvel, que serve p/ proteção e para movimentação do paciente). A pele não deve ficar em contato com o plástico.
  • Proteja os locais do corpo onde os ossos são mais salientes com travesseiros, almofadas, lençóis ou toalhas dobradas em forma de rolo, entre outros. Observe a Figura 01 no final da página.
  • Leve a pessoa a um local onde possa tomar sol por 15 a 30 minutos, de preferência antes das 10 e depois das 16 horas, com a pele protegida por filtro solar. O sol fortalece a pele, fixa as vitaminas no corpo e ajuda na cicatrização das escaras.
  • Ao colocar a comadre, peça ajuda a outra pessoa e cuide para não roçar a pele da pessoa na comadre.
  • A pele da pessoa cuidada precisa ser frequentemente avaliada e bem hidratada. Para manter a hidratação da pele é preciso: Oferecer líquidos em pequenas quantidades na forma de água, sucos e chás várias vezes ao dia, mesmo que a pessoa cuidada não demonstre sentir sede. Esse cuidado é importante, principalmente para crianças e idosos, pois esses podem rapidamente ficar desidratados. Após o banho, massagear a pele da pessoa cuidada com creme ou óleo apropriado, esse cuidado além de hidratar a pele melhora a circulação do sangue.
  • Se a pessoa cuidada utilizar fraldas, é necessário trocá-las cada vez que urinar e evacuar, para evitar que a pele fique úmida.
  • Procure alimentar a pessoa fora da cama para evitar que os resíduos de alimentos caídos no lençol machuquem a pele e possam provocar escaras. Caso seja necessário alimentar a pessoa na cama, é preciso catar todos os farelos e resíduos de alimentos que possam ter caído.

 

Fique Atento: Ao fazer a higiene corporal, evite esfregar a pele com força, pois isso pode romper a pele. Faça movimentos suaves, use pouca quantidade de sabonete e enxágue bem, para que a pele da pessoa não fique ressecada. A pele deve ser mantida limpa e seca para prevenir a maceração porque a pele úmida quebra mais facilmente sob a pressão e forças de deslizamento. Fique Atento: A escara surge de uma hora para outra e pode levar meses para cicatrizar. Figura 1 Uma vez frente a um paciente com úlcera de pressão, além das medidas utilizadas para sua prevenção, o uso de materiais especiais (ex: colchão ou almofada “especial” para aliviar pressão) ou curativos podem ser necessários2. Não é recomendado massagem na área afetada, pois isso pode agravar a lesão2. Na presença de infecção, a avaliação de um médico ou enfermeiro torna-se importante. O tratamento específico será orientado de acordo com o tipo e localização da úlcera de pressão2