Qual o tratamento para depressão no puerpério?

O tratamento farmacológico é eficaz para a melhora da paciente, associada à psicoterapias, mas é importante que o medicamento seja ideal para o momento de amamentação – para não passar para o bebê. Também há estudos que mostram que a amamentação controla, de maneira mais rigorosa, a secreção de cortisol basal diurna, atuando como um efeito protetor materno(1).

É de extrema importância a detecção dos sintomas depressivos durante o pré-natal, para que seja tratado durante o período gestacional, pois os efeitos da depressão podem atingir o recém- nascido, acarretando baixo peso ao nascer, prematuridade e atraso no crescimento durante o primeiro ano de vida(2).