Sarampo: como é realizada a vacinação?

A vacina tríplice viral – que previne o sarampo, a caxumba e a rubéola – e a vacina tetra viral – que contém os componentes sarampo, caxumba, rubéola e varicela – são ofertadas pela Rede Pública de Saúde e estão presentes na rotina do Calendário Nacional de Imunizações. Devem ser administradas da seguinte forma:

•aos 12 meses de idade: 1ª dose da vacina tríplice viral.

•aos 15 meses de idade: 2ª dose, com a vacina tetra viral.

•a vacina tetra viral pode ser administrada até 4 anos 11 meses e 29 dias.

Em situação de bloqueio vacinal em crianças menores de 12 meses, deve-se administrar uma dose da vacina tríplice viral entre 6 meses e 11 meses de idade e mantenha o esquema vacinal. Atualização do calendário vacinal em crianças e adultos •Pessoas de até 29 anos de idade, sem comprovação vacinal: administrar duas doses de vacina com componente sarampo, caxumba e rubéola. Aquelas que comprovarem apenas uma dose da vacina devem receber a segunda dose para serem consideradas vacinadas. •Pessoas de 30 a 49 anos de idade, sem comprovação vacinal: administrar uma dose da vacina tríplice viral. Considere vacinada a pessoa que comprovar uma dose de vacina. •Profissionais de saúde (independente da idade): devem comprovar duas doses de tríplice viral. A vacina tríplice viral não deve ser administrada em: gestantes, menores de 6 meses, imunossuprimidos e em casos suspeitos de sarampo*. *Caso suspeito de Sarampo: todo indivíduo que, independente de idade e situação vacinal, apresentar febre e exantema maculopapular, acompanhados de um ou mais dos seguintes sintomas: tosse e/ou coriza e/ou conjuntivite.