Benefícios ainda limitados com o cuidado compartilhado para o manejo de doenças crônicas

Área Temática

Questão Clínica

Quão efetivas são as intervenções de serviços de saúde partilhadas através da interface entre a Atenção Primária à Saúde e os serviços especializados no manejo de doenças crônicas?

Resposta Baseada em Evidência

O cuidado compartilhado tem um efeito claro em melhorar a prescrição adequada, a aderência e o uso das medicações, mas os resultados foram incompatíveis para todos os outros desfechos.

Alertas

A falta de evidência pode ser devida parcialmente a deficiências metodológicas, particularmente por inadequada duração do acompanhamento (dois anos ou menos). O envolvimento dos pacientes foi deficiente na maioria dos estudos. A maioria dos estudos envolveu intervenções complexas e multifacetadas, o que torna difícil determinar a contribuição de cada componente. Estudos futuros precisam ter tamanho e duração adequados para testar a efetividade e sustentabilidade das intervenções compartilhadas ao longo do tempo e devem levar em consideração a complexidade destas intervenções.

Contexto

Cuidado compartilhado tem sido descrito como a participação conjunta dos médicos de família e comunidade e médicos de outras especialidades na prestação de cuidado planejado, através do desenvolvimento de formas de troca de informação melhores que as notas de alta e de referência e contra-referência. Assim, o cuidado compartilhado tem potencial para melhorar o manejo das doenças crônicas, levando a melhores desfechos.

Comentários sobre a aplicabilidade do estudo para APS no contexto do SUS, sob o ponto de vista clínico, de gestão da saúde e para o público em geral

Este estudo reforça a importância de: 1) Desenvolver o cuidado compartilhado entre os médicos de família e comunidade e outros especialistas. 2) Estudar melhor estas intervenções que parecem se benéficas. 3) Ações de estímulo a integração entre equipes de saúde da família, CAPS, Ambulatórios especializados e hospitais. 4) Desenvolver pesquisas de avaliação do cuidado compartilhado com os NASF )

Referências bibliográficas

Smith SM et al. Effectiveness of shared care across the interface between primary and speciality care in chronic disease management. Cochrane Reviews 2007. Issue 3 Art. No: CD004910. DOI: 10.1002/14651858. CD009410. pub.2. Disponível em: http://cochrane.bvsalud.org/doc.php?db=reviews&id=CD004910

Esta revisão inclui 20 estudos, envolvendo 8902 participantes.

McAvoy, Brian R. Limited benefits from shared care in chronic disease management. PEARLS No. 47, Novembro de 2007. Disponível em: http://www.cochraneprimarycare.org/sites/cochraneprimarycare.org/files/uploads/47_Limited%20benefits%20from%20shared%20care.doc.pdf